Andando em saúde divina

Postado em
1

por Caroline Montenegro
*Diretora do Centro de Cura Rhema 

Quando lemos as Escrituras, podemos contemplar a bondade e fidelidade do nosso Deus. Em todo o tempo, Ele agiu para proteger o Seu povo, livrando-os da morte, libertando e curando.

Muito se questiona sobre a bondade de Deus – as pessoas costumam culpá-lO pelas catástrofes e acontecimentos ruins. Mas o caráter de Deus nos revela que as Suas mãos estão sempre estendidas para nos abençoar e fazer com que andemos de forma digna aqui na terra.  

Ele nos deu o livre arbítrio – a opção de escolhermos para qual direção vamos prosseguir. Nosso Pai nos instrui para “escolhermos a vida”, mas a consequência de escolhermos o caminho errado é nossa. Adão, quando pecou, não quis assumir a responsabilidade de seu ato. Deus havia dado a ele a instrução correta, e porque Adão decidiu andar segundo a sua própria vontade, o pecado entrou na terra, destruindo tudo de belo que Deus tinha projetado para a humanidade. 

Essa situação pode ocorrer com a nossa vida também. Escolhas erradas nos levam para lugares errados; escolhas certas nos levam para lugares certos. 

Em Tiago 1.8, vemos o homem de ânimo dobre, que é levado por qualquer vento, e qualquer coisa que é dita a ele se torna uma verdade em seu coração. Ele é inconstante e, como está escrito, “não pense tal homem que vai receber do Senhor alguma coisa”

O desejo de nosso Pai é de que “todos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (I Timóteo 2.4). Portanto, quanto mais conhecermos sobre Ele, mais entenderemos os Seus planos e vontade para nossa vida. 

Nos firmar na Palavra para recebermos do Senhor o que desejamos deve ser a nossa atitude correta. Se é cura que precisamos, devemos ficar firmes e inabaláveis no que Jesus já fez por nós: “Verdadeiramente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si (…) e pelas Suas feridas fomos sarados” (Isaías 53.4).

Para desfrutarmos da vida abundante que Ele nos promete, precisamos decidir qual caminho vamos seguir: o de crer, até o fim, na Palavra, confiando que Ele é um bom pai, que não existe diagnóstico maior do que o Seu poder, ou o de acreditar naquilo que vemos ou sentimos. 

O desejo do nosso Pai é que tenhamos dias bons aqui na terra e vamos tê-los quando construirmos um firme alicerce na nossa vida cristã. A fé constante é a base desse alicerce, ela precisa pertencer a uma natureza de descanso e não de desespero.

Precisamos entender que Deus quer nos curar porque nos ama e pelo simples fato de querer nos ver bem, cumprindo os Seus planos; alcançando pessoas para o Seu reino; ensinando a elas quem Ele é; desfrutando de uma vida abundante aqui na terra. Ele é a nossa fonte inesgotável, Seu desejo é saciar a nossa sede. É cura que precisamos? Ele tem abundância de saúde!

Para andarmos em saúde divina, devemos meditar na Palavra, sabendo que ela é um remédio infalível. Assim como confiamos na receita médica, nossa confiança precisa ser mais viva e sem duvidar daquilo que Jesus já nos deu. Além disso,  precisamos ser diligentes em ler, confessar e obedecer às instruções da Bíblia, como se fosse um remédio mesmo, que tem a hora certa de ser tomado e sem interrupções, para que o “tratamento” seja eficaz. Isso vai nos manter cheios de fé. Também é importante render ações de graças e andar em alegria.

“Um coração alegre faz o mesmo efeito de um bom remédio, mas um espírito abatido torna todo o corpo doente” (Provérbios 17.22).

1 COMENTÁRIO

  1. […] Fonte:Verbo da Vida (function ($) { var bsaProContainer = $('.bsaProContainer-1'); var number_show_ads = "0"; var number_hide_ads = "0"; if ( number_show_ads > 0 ) { setTimeout(function () { bsaProContainer.fadeIn(); }, number_show_ads * 1000); } if ( number_hide_ads > 0 ) { setTimeout(function () { bsaProContainer.fadeOut(); }, number_hide_ads * 1000); } })(jQuery); […]

DEIXE UMA RESPOSTA