Manual de empreendedorismo

Postado em
0

por Guilherme Diniz
*Líder da Comunicação da Igreja Sede

A Palavra de Deus é repleta de conselhos preciosos sobre família, casamento, filhos, dinheiro, saúde, amizade, perdão, amor, dentre outros. Nela, encontramos todos os tipos de assuntos. 

Como diria Billy Graham: “A Bíblia é mais atual do que o jornal de amanhã”. Ela é um manual que serve para todas as áreas da vida. Por esta razão, até Empreendedorismo pode ser encontrado nela. Você pode perguntar: “A Bíblia também fala sobre isso?”, a resposta é sim. Existem instruções de como planejar, criar e desenvolver negócios, além de vários exemplos de homens e mulheres que empreenderam. 

Abraão é um grande exemplo. Sua história é uma das mais inspiradoras que existem. Ele começou “do zero”. Deus o mandou largar tudo e mudar para uma terra estrangeira para construir seu futuro a partir de seus próprios recursos.  

Sucesso nos negócios: cinco princípios que Abraão utilizou para prosperar

Além de ser considerado amigo de Deus, Abraão também foi um homem de sucesso nos negócios. Ele prosperou tanto que as escrituras citam que suas posses simplesmente não cabiam mais naquela terra. A partir daí, ele se separou de Ló e seguiu para onde Deus o queria conduzir. Mas o que tornou Abraão um homem tão bem-sucedido? A resposta está justamente nos princípios de sucesso que ele utilizou. Todos nós podemos aplicar tais princípios em nossas vidas, afinal de contas, o sucesso não acontece por acaso. Ele é o resultado da prática de hábitos diários e de uma conduta focada no objetivo.

  • Primeiro princípio: visão

É impossível ser grande sem pensar grande. No começo da caminhada, Abraão não se enxergava grande até Deus instruí-lo a olhar até onde sua vista alcançasse, pois o Senhor lhe daria tudo o quanto ele conseguisse ver (Gênesis 13.14-17). Para se tornar um homem de sucesso, Abraão teve que ampliar a visão. Para ser um empreendedor de sucesso, você precisa enxergar além da maioria das pessoas, onde muitos veem problemas, quem tem visão enxerga oportunidades. 

  • Segundo princípio: fé

“A fé é a certeza de coisas que se esperam e a certeza de coisas que não se veem” (Hebreus 11.1). Abraão é considerado o Pai da Fé. Ele creu em um Deus que não via e teve fé para agir e conquistar todas as coisas. O empreendedor bem-sucedido tem que usar a fé e a inteligência. Para realizar seus sonhos você precisa crer e agir. Tem que olhar para frente, usando o passado apenas como experiência para crescer.

  • Terceiro princípio: aliança

Abraão teve que romper com Ló para conseguir ampliar a visão. Só depois desse rompimento que ele começou a trilhar o seu caminho, como muitos empreendedores fazem. Mas ele precisou fazer alianças estratégicas para continuar crescendo e avançando. Preze pelo bom relacionamento com seus parceiros e concorrentes. Enquanto luta sozinho, você pode conquistar algumas coisas, mas quando faz parte de algo maior, você tem chances de crescer mais rápido.

  • Quarto princípio: perseverança

Sem perseverança é impossível ser bem-sucedido. O caminho do sucesso é como subir no alto de uma escada. Degrau por degrau, este é o caminho. Alguns dias você consegue subir tranquilamente, em outros vai precisar de um esforço maior. São nestes momentos que você deve lembrar de Abraão e manter o foco. Não desista! Lembre-se da visão que Deus lhe deu, tenha fé, faça alianças e persevere. 

  • Quinto princípio: sacrifício

Sacrifício significa renunciar a alguma coisa por razões religiosas, morais ou práticas. Vai além daquilo que fazemos por obrigação. Para se sobressair no meio da multidão é necessário fazer mais. Jesus disse para “andar a segunda milha”. É lei. Quem não paga o preço, não alcança o resultado. Faça além do que é esperado e alcançará seus objetivos! 

Empreendedores não se tornam grandes de um dia para o outro. Aprendem enquanto constroem a carreira. Abraão se ergueu e se tornou um homem bastante próspero. Você também pode fazer o mesmo! 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA