Como será a sua eternidade?

Postado em
0

por Matheus Farias
*Integrante da liderança da equipe de evangelismo dos Jovens

Onde está, ó morte, a tua vitória? O meu Rei, o seu Rei, o nosso Rei ressuscitou! Vamos conversar um pouco sobre eternidade. É um tema muito importante para que tenhamos uma base e caminhemos por ela.

O que é eternidade? Muitas religiões, muitos povos, a história tentou defini-la e muitas coisas surgiram ao longo do tempo. Lendo o livro “Movido pela Eternidade”, vi que ele fala muito profundamente acerca do assunto e eu quero ler um trecho com você:

“Eternidade? O que é? Como pode ser definida? Como pode ser entendida? Lá em Jó 36.26 diz que ninguém pode entender a eternidade e lá em Eclesiastes 3.11 diz: ‘Ele (Deus) pôs a eternidade no coração do homem’. Um dicionário americano a define como ‘tempo infinito’, outro como ‘estado de existência fora do tempo’. Como um dicionário pode definir que a eternidade existe dentro do estado temporal e outro a definir como algo fora dele? A verdade é que a eternidade não pode ser compreendida mentalmente.”

Lá em Eclesiastes fala: “Ele pôs a eternidade no coração do homem“. A nossa mente não consegue compreender e nunca conseguirá, mas a eternidade existe no seu coração e isso quer me dizer algo muito positivo. Eu e você somos eternos. Que eternidade você vai decidir viver?

Em Lucas 19.11-27 fala sobre a parábola das 10 minas… Um homem nobre de nascimento foi para uma terra distante para ser coroado rei e depois voltar. De quem está falando? Jesus! Quando Ele conta essa parábola, ainda não tinha passado pelo processo de crucificação e ressurreição. Nela, Ele diz que o homem iria ser coroado, mas iria voltar depois.

Eu estava pensando a respeito e Jesus veio para proporcionar pra nós o Novo Nascimento e acabar com o problema do pecado. Na primeira vinda, Jesus veio como um homem nobre, já na segunda vinda Ele virá como um Rei. Na primeira, Ele veio como um cordeiro, mas, na segunda, virá como um leão.

Os servos não fizeram nada para merecerem aquelas minas, mas o Senhor lhes deu. Para cada servo, Ele deu uma mina e a expectativa era de que quando chegasse, tivesse multiplicado. Alguns fizeram isso, mas o que de fato, significa essa mina? Pesquisei e me veio alguns significados a respeito do que ela significa. Ela pode significar um presente, bondade ou salvação. Como eu posso multiplicar minha salvação?

Eu quero lhe perguntar: “O que você tem feito para multiplicar a sua salvação?”. Ela não é o fim, é o início de uma nova vida! A sua vida aqui na terra não é apenas para buscar a salvação e ir para o céu tranquilo. A pergunta que fica é: o que eu e você temos feito com aquilo que recebemos de forma gratuita?

Somos salvos pela graça, mas o que temos feito com a nossa salvação? Vivemos em um mundo que precisa de resposta! Pessoas se suicidam, o pecado toma conta de muitas coisas… Mas a gente também tem que entender que temos uma verdade absoluta, que precisa prevalecer sobre essas coisas, porque dentro de nós existe a resposta que o mundo precisa!

Tem tanta gente ansiando para conhecer Jesus e, às vezes, estamos igual ao servo mau: “Recebi minha salvação, mas vou esperar até Ele voltar”. Quando a gente nega o ide, fica igual ao servo mau. A salvação é a porta para você viver a vida que Deus planejou para si. Você foi salvo para viver, você não foi salvo para guardar sua salvação. Precisamos fugir de um pensamento mesquinho, de ficar observando sentado na igreja.

Deus nos deu uma missão: multiplicar a salvação com a qual tem nos alcançado. O “ide” não é só para evangelistas não! É para nós!

No seu trabalho, as pessoas conhecem você? Na sua faculdade, as pessoas conhecem você? Elas conhecem o Jesus no qual você crê? Nós somos os servos com a “mina” na mão, não fizemos nada para merecê-la, merecer essa salvação.

A salvação precisa ser multiplicada. Aonde você vai passar a eternidade? Como vai ser a sua eternidade? Será como você investiu a sua salvação! É impossível falar de eternidade e não falar de galardões, a não ser que sua recompensa seja a dos homens, em que você faz uma obra boa para receber palmas. A Bíblia é clara a respeito dos nossos galardões e diz que nós vamos recebê-los na eternidade.

“Segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei o fundamento como prudente construtor; e outro edifica sobre ele. Porém cada um veja como edifica. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo. Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. Se permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento edificou, esse receberá galardão” (I Coríntios 3.10-14).

Ele fala sobre alguns materiais: “madeira, palha e feno”. São materiais que simbolizam o humano, porque são frágeis e não resistem ao fogo! E o ouro, a prata e as pedras preciosas? São materiais que simbolizam o divino, porque não são frágeis, resistem ao fogo. O que você tem feito sobre o alicerce que é Cristo? Sobre qual fundamento temos edificado a nossa vida pós-salvação? 

Qual tem sido a motivação do seu coração? Fazer uma obra para os olhos das pessoas pode ser uma coisa positiva, mas se o seu coração estiver no lugar errado, será madeira, palha e feno.

Se você soubesse que as suas próximas 24 horas determinariam seus próximos milhões de anos, como você viveria? É injusto você ser cheio do conhecimento e não abrir a boca para as pessoas ao seu redor.

Você não foi feito para viver sua vida, mas para entregar a sua vida!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA