Frutos ou sementes

Postado em
4

Fabiano Santos 

Pastor auxiliar da Igreja Verbo da Vida em Pouso Alegre-MG

Temos frutos ou somente folhas?

Que tipo de figueira somos?

Recentemente ouvi uma ministração através da minha esposa (Cristiane Santos), e nos trouxe algumas revelações da palavra de Deus que nos colocam frente a uma pergunta inquietante: Temos frutos ou somente folhas? Que tipo de figueira somos?

Com base no que ela ensinou, fiz um complemento e compartilho abaixo;

Ela fez uma analogia e usou como base a passagem bíblica de Marcos, capítulo 11, onde Jesus disse que teve fome e avistou de longe uma figueira, a qual tinha folhas, (como sabemos, uma figueira que tem folhas certamente tem frutos, pois o indício de uma figueira com frutos são as folhas).

Jesus, ao aproximar-se da figueira, viu que não tinha frutos.

Notem que, vendo a figueira de longe, ela era apresentável, tinha folhagens, era atraente (pois indicava que poderia fornecer um bom alimento) , seu exterior era belo, mas, foi só chegar perto que a “mascara caiu”!

Essa figueira era mentirosa, (“falava” uma coisa e “praticava” outra), tinha uma vida de aparência, seu interior era vazio, não tinha frutos, não podia alimentar ninguém, quem dela se aproxima para desfrutar acabava perdendo tempo. Frustrava a todos!

Não praticar os princípios que foram estabelecidos a sua natureza causa frustração. No caso desta figueira, produzir frutos e segundo a sua espécie era uma obrigação e não uma opção.

A esse ponto da leitura, muitos já entenderam a tônica da mensagem…

Cristão tem que ter fruto, não pode viver só de aparência, não pode mentir, enganar, e mais, não adianta cantar no grupo de louvor, ministrar, participar de ação social, enfim, fazer diversas “obras”.

Mais cedo ou mais tarde a realidade vem a tona, e quando as pessoas chegarem perto para se alimentar do que este (a) “homem” ou “mulher” de Deus tem, perceberão que perderam tempo e continuarão com fome.

Cristão tem que ser adorador por excelência, tem que ter essência e a essência faz parte do fruto.

Temos que dar frutos segundo a nossa espécie. Se estamos em Cristo, somos novas criaturas e os nossos frutos devem ser dessa espécie.

Cristão não pode se acostumar com uma vida de justificativas, mas se firmar em uma vida de obediência.

Infelizmente pessoas tem se aproximado de cristãos (sem generalizar) para se “alimentar”, mas tem se decepcionado e estes cristãos, ao invés de ganharem almas, “ganham” frustrados!

Você tem “alimento” para saciar quem se aproxima ou convive com você? Se auto-avalie!

Enquanto as pessoas no mundo não verem mudanças de atitudes em nossas vidas, não irão querer o que nós temos, pois não difere do que eles têm! Enquanto não demonstrarmos, com atitudes, que essa palavra mudou nossa vida, não iremos convencer ninguém!
Primeiro convença si mesmo, depois o seu próximo!

Irmãos, o mundo está com fome, e fome de Deus e Sua palavra, pois as riquezas e as fascinações deste mundo não sustentam ninguém, pelo contrário, sufocam e deprimem!

Existem muitas pessoas com um vazio dentro delas, que só Jesus, o pão da vida, pode preencher. Quando chegarem perto de nós e pudermos dar-lhes este alimento, nunca mais terão fome! Se do nosso interior fluir rios de águas vivas, nunca mais sentirão sede.

A responsabilidade é nossa, por isso somos chamados de cristãos = Representantes de Cristo e embaixadores do Reino!

Reflitam e sejam abençoados na pratica da palavra de Deus!

4 COMENTÁRIOS

  1. ESSES ARTIGOS REALMENTE SÃO DE DEUS. NOS TOCA PROFUNDAMENTE NOS FAZENDO REFLETIR
    QUE NOS SOMOS. SOU NOVA CONVERTIDA E O QUE MAIS CHAMOU MINHA ATENÇÃO NA IGREJA VERBO DA VIDA SÃO OS ENSINAMENTOS FICO MARAVILHADA COM TUDO ISSO
    QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO A VIDA DE VOCÊS MEUS IRMÃO.

DEIXE UMA RESPOSTA