Refúgio em meio ao caos

Postado em
0

por Ana Luissa Guerra (Curitiba-PR)
*Membro da Igreja Verbo da Vida

Dois mil e vinte! O que você responderá quando te perguntarem sobre esse ano? Certamente, foi excepcional. Um ano que será guardado na mente de todos. Eu diria que foi um ano “martelo”… Afinal, quebrou todas as nossas expectativas sobre os 365 dias que se seguiriam.

Foram meses dentro de casa, de onde, ainda, escrevo esse texto. O nosso passeio mais corriqueiro foi da cozinha ao quarto. E o limite de nossas saídas foi a porta de entrada de nosso lar. O ano foi o mesmo para todos: um ano atípico. Mas, por meio de qual lente você escolheu observá-lo?

Uau! É intrigante pensar em como um vírus foi capaz de tanto. Esse ser tão pequeno e simples parou o mundo. Impediu abraços. Deu fim a vidas. Ainda é estranho assistir ao noticiário. Diariamente, novas mortes são anunciadas. É devastador ver isso quando o que mais aprecio é a vida.

Foi um ano de tanta negatividade. Um ano de obstáculos. Cada dia se tornou um novo desafio a ser superado. Contudo, cada segundo se tornou um motivo de gratidão. Gratidão por ainda poder respirar. Gratidão por estar seguro. Gratidão, acima de tudo, por ter um refúgio. Gratidão por ter alguém que o ajuda a lutar.

Em Salmos 46.1 está escrito: “Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade.”

É incrível ver o quão real é essa mensagem que Davi deixou, há tanto tempo, ainda mais em um ano como este. Mesmo em meio ao caos diário, a paz se fez presente. Em cada momento, Jesus esteve conosco. Ele estava perto, nos abraçando e nos oferecendo paz. Por mais que o mundo estivesse perdido em um furacão de adversidades, o nosso refúgio não deixou de existir. Afinal, o nosso refúgio sempre foi e sempre será Deus.

Em João 16.33, novamente somos lembrados do amor que Cristo tem por nós e da paz que encontramos n’Ele: “Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”.

Ei! Mude a lente com que enxerga as coisas. Não olhe para as adversidades como obstáculos que o impedirão de sorrir e de alcançar seus objetivos. Perceba que, até mesmo em meio a pior das tempestades, Jesus estará ao seu lado, vencendo com você. Por pior que possa ser a situação, acredite! Acredite que você tem um refúgio. Acredite que você tem motivos para ter ânimo. Não ache estranho sorrir em meio ao caos, mas continue refugiado em Deus e rindo das adversidades.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA