Como ser reconhecido

Postado em
0

por Edivan Biones
*Graduado na Escola de Ministros Rhema

Como as pessoas estão nos vendo ou nos reconhecendo?! Será que elas estão nos reconhecendo como alguém que diariamente se relaciona com Jesus?!

Costumo dizer que o sucesso de uma pessoa começa quando ela passa a reconhecer a presença do Senhor! No entanto, olhando para o Novo Testamento, a vontade de Deus não é só que reconheçamos a Sua presença, mas também que sejamos conhecidos como alguém que revela Ele aqui na terra!

Para isso acontecer existe um princípio a ser praticado, o de decidir ter comunhão com Ele diariamente. O verso de Marcos 3.14 diz que antes do Senhor enviar os discípulos para lhe servir, Ele conduziu os mesmos para “estar com ele”.

O nosso desejo de ter comunhão com o Senhor precisa ser maior do que o de servi-lO! Existem experiências que podemos ter por meio do serviço, mas as experiências que absorvemos por meio da Comunhão ninguém conseguirá roubar de nós, e essas são as melhores. Foi assim com Maria, ela escolheu a melhor parte (Lucas 10.38-42).

Jesus foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder e andava por toda parte fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo porque Deus era com ele (Atos 10.38).

Como é essencial saber que hoje na Nova Aliança Ele não só estar conosco, mas habita em nós! Em João 3.2 está escrito que Nicodemos reconhece que Deus estava com Jesus por meio do que o mestre realizava.

Que maravilha é compreender que Jesus morreu e ressuscitou com o propósito de vir habitar em nós por meio do Espírito Santo e continuar realizando a obra do Pai por nosso intermédio.

Em Atos 4.13 a Bíblia relata que as autoridades e os anciãos de Jerusalém “reconheceram” que Pedro e João estiveram com Jesus. 

Que maneira preciosa e gloriosa de uma pessoa ser reconhecida!

Podemos dizer que essa é a melhor maneira de sermos reconhecidos. Pessoas foram reconhecidas que estiveram com o Senhor! Oh, Aleluia!!! Agora, o texto não só relata que eles reconheceram que os apóstolos estiveram com o Senhor, mas também relata que as autoridades e os anciãos ficaram admirados porquê homens sem estudo e que não tinham habilidades, deixaram eles sem argumento e sem terem como negar que Jesus que outrora estava na terra, e que eles mataram foi revelado de maneira visível por meio de um milagre, um homem de mais de quarenta anos, aleijado desde nascença, foi curado.

Decidir viver uma vida cheia do Espírito Santo, fará a diferença em nossas vidas independente do que somos e temos no natural, pois o poder do Espírito Santo nos capacita a realizar proezas aqui na terra para que pessoas reconheçam que Cristo vive em nós e se revela por meio de nós!

Jesus falou que faríamos as mesmas obras que Ele fez e ainda obras maiores (João 14.12). Nessa verdade se confirma um dos propósitos do Consolador vir habitar em nós.

Jesus veio revelar o Pai e nos dar a oportunidade de sermos Conectados com o céu. Ele por meio do Seu sacrifício não só nos comprou, mas harmonizou a essência e a atmosfera dos Céus (sede da ordem das coisas eternas e consumadamente perfeitas, onde Deus e outras criaturas celestiais habitam) com o nosso coração (Efésios 1.10 – Colossenses 1.20).

As nossas ações e reações vão evidenciar se de fato estamos com o Senhor. O nosso comportamento, enquanto estamos vivendo aqui na terra, fala mais alto para as pessoas do que quando deixamos sair da nossa boca que somos cristãos! Gosto de uma frase de Ralph Waldo Emerson que Tony Cooke cita em seu livro Qualificados:

O que você faz grita tão alto em meus ouvidos que eu não posso ouvir o que você diz!

Se o que estamos fazendo não evidencia que somos cristãos e ou não está sendo reconhecido que vivemos em/ou com Cristo, é necessário reavaliarmos qual o nosso conceito de cristão! Pois o Cristianismo é um estilo de vida que revela a natureza de Cristo!

Existe um estilo de vida para se viver aqui na terra, que faz a diferença, ou pelo menos evidência com quem estamos nos relacionando diariamente e intimamente. É bem verdade que se vivemos pela fé, o nosso comportamento vai ser sempre na contramão do mundo para alcançar o mundo revelando Jesus, afinal somos o Seu Corpo aqui na terra.

Pois é, isso mesmo que você leu: alcançar o mundo vivendo na contramão do mundo. Isso significa que para evidenciarmos que vivemos em Cristo e que Cristo vive em nós não podemos compactuar com o sistema desse mundo nem muito menos com os princípios pelo o qual esse “mundo” caído é regido, porque se queremos ser reconhecidos, temos princípios de um Reino a serem praticados.

Não podemos desfrutar do que o Reino de Deus nos oferece praticando os princípios do mundo, isso é ilegal! De fato, recebemos a abundância da graça e o dom da justiça para reinarmos em vida por meio de Jesus (Romanos 5.17). 

Reinar em vida também é se deixar cumprir o que Paulo disse: “(…) logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim…” (Gálatas 2.20). É exercer influência e governo sob o senhorio de Cristo com o propósito de revelar Ele aqui na terra! Na estação que estamos vivendo é necessário evidenciarmos que Cristo vive em nós!

Que possamos deixar pessoas sem argumento a respeito das manifestações de Cristo, que sejamos reconhecidos pelos homens porque estivemos e vivemos com o Senhor! Afinal estamos em Cristo e Ele estar em nós, somos um com Ele! Mas qual o propósito desta verdade?!

Revelar de maneira visível aquele é invisível!

Que possamos desejar diariamente sermos reconhecidos com a seguinte frase: “Verdadeiramente ele está em Cristo e Cristo vive nele!”, essa é a melhor maneira de sermos reconhecidos!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA