Verbo FM

A gratidão leva à ação

Miriam Leal
Professora do Rhema Brasil

Quando nós olhamos para o contexto de Lucas 17, a partir do verso 11, percebemos que havia 10 leprosos que clamavam por socorro. A condição física os impedia de aproximarem-se de Jesus, que ao ver aquela cena, logo deu uma ordem: “Ide e mostrai-vos aos sacerdotes”.

Ao longo do caminho, imagino aqueles leprosos conversando entre si, ainda observando marcas no seu corpo que, a certa altura, começou a receber os primeiros sinais da manifestação da cura.

Talvez eles tenham pensado: “Agora que já estou livre da doença, nada mais me prende, viverei a minha vida”. Mas, para um deles, a gratidão falou mais alto que o caminho a seguir.

Votar para agradecer nunca será uma perda de tempo. Chamou a atenção de Jesus o fato de apenas uma pessoa ter voltado para agradecer. Ele não apenas voltou, mas se prostrou e reconheceu o que Jesus havia feito. Expressar gratidão é reconhecer a presença de Deus na nossa vida!

O fato desse ex-leproso ter decidido voltar, fez com que o poder da salvação fosse liberado sobre ele. Existe poder na gratidão! Gratidão é lembrar, mas não somente lembrar, é expressar e demonstrar com seu corpo essa gratidão.

A gratidão gera uma ação. Da mesma forma como aquele homem clamou em alta voz por cura, ele também expressou sua gratidão. E a Bíblia está repleta de textos que nos mostram a importância das ações de graças.

Mas a Bíblia não diz que devemos ser gratos porque o dia mau chegou, mas nos exorta a sermos gratos independentemente das circunstâncias. Nós agradecemos ao Senhor porque Ele é bom e não muda, dessa forma, as circunstâncias não mudam a nossa vida.

Algumas vezes, nós nos acostumamos com a bondade de Deus e acabamos por não agradecer aquilo que já recebemos. Esquecemo-nos de parar para agradecer, e, assim como aqueles leprosos, decidimos seguir com a nossa vida sem demonstrar gratidão. Mas não podemos ser pessoas esquecidas no que diz respeito às bênçãos do Senhor.

“Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios” (Salmos 103.1,2).

Lembrar é um exercício. Desde o momento em que nos levantamos, precisamos estar atentos e nos lembrarmos de cada uma das bênçãos que recebemos. A Bíblia ressalta a importância de sermos agradecidos, fazendo isso de forma contínua.

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças” (Filipenses 4.6).

O apóstolo Paulo está nos instruindo a respeito de como devemos nos comportar em situações de ansiedade: orar, apresentar e agradecer. Ele foi quem escreveu essa carta e passou por uma situação de prisão, algo que ele não imaginou que iria acontecer, mas ainda que a circunstância fosse difícil, ele pôde abrir sua boca e agradecer ao Senhor.

Se tivéssemos a oportunidade de anotar coisas pelas quais somos gratos, o que você anotaria? Vamos falar sobre alguns motivos pelos quais podemos ser gratos:

  • Pela salvação por meio de Jesus!
  • Pelo Espírito Santo que habita dentro de nós. Nós nunca estamos sozinhos, temos um Ajudador. O Senhor também nos deu essa ferramenta poderosa que é a oração em outras línguas, o que nos dá acesso direto ao Pai.
  • Também devemos ser gratos pela igreja. Fico me lembrando da época da pandemia, em que não podíamos congregar. E agora quando temos a oportunidade de estarmos juntos, desfrutando da unção coletiva, não podemos deixar que o diabo roube isso de nós.
  • Também devemos ser gratos pela Palavra que nos libertou. Como estaria nossa vida se não tivéssemos sido alcançados por essa Palavra? Um coração grato não apenas reconhece, mas expressa sua gratidão.
  • Passamos por um período difícil da pandemia em que aprendemos a ser gratos pelo ar que respirávamos, talvez algo sobre o qual nunca tivéssemos pensado antes. Mas, e hoje, depois que a pandemia passou, continuamos a ter gratidão pelo ar que respiramos?

Não podemos ter como primeira opção a murmuração. A exemplo dos israelitas, podemos ser tentados a murmurar em situações adversas e até mesmo culpar outras pessoas pelas circunstâncias que estamos passando. Mas sempre haverá um caminho para a gratidão, em vez de murmuração. Nós podemos ver isso na vida de Daniel. Diante de uma grande pressão e mesmo correndo risco de vida, ele fazia da gratidão algo público, ele abria as janelas e expressava a todos a sua gratidão ao Senhor.

Daniel é levado então à cova dos leões, mas o Senhor o livra. Como podemos desfrutar de livramento na nossa vida, como aconteceu na vida de Daniel? Através de ações de graças!

Não desfaça aquilo que Deus lhe deu por conta de uma situação de vulnerabilidade e cansaço. Nós pedimos coisas ao Senhor, mas nos desafios que surgem, muitas vezes, acabamos murmurando. É verdade que em alguns momentos precisaremos nos esforçar, mas podemos direcionar nossos esforços para crer na Palavra em vez de alimentar pensamentos errados.

Nós temos a unção de Deus sobre nós, ela nos habilita para fazer qualquer coisa. Precisamos ser gratos por essa unção que nos capacita. A gratidão não deve ser baseada naquilo que sentimos. Todo nosso comportamento deve ser uma expressão de gratidão a Deus: “em tudo que fizerdes”.

Precisamos ser rápidos para mudar o foco quando algo quer nos levar para o caminho de ingratidão. A gratidão vai nos colocar no caminho para desfrutar das bênçãos do Senhor.

Precisamos nos lembrar constantemente de tudo aquilo que Deus já fez por nós. Assim como aconteceu com Davi. Quando ele estava diante do Golias, ele foi fortalecido na convicção ao se lembrar de tudo aquilo que Deus já tinha feito por ele. Precisamos voltar à nossa sala de troféus e nos lembrarmos de tudo aquilo que nosso Pai já fez por nós. Éramos perdidos, pecadores, pessoas sem rumo. E agora somos filhos d’Ele.

Precisamos ser gratos! Na nossa caminhada, é necessário voltar para agradecer!

Guarde o seu coração, não coloque o foco em pequenas situações da sua rotina que querem roubar a gratidão na sua vida. Mesmo que desejos do seu coração ainda não tenham se realizado, não coloque a sua atenção nisso. Seja grato!

Viva uma vida de gratidão, para que o mundo veja a luz de Deus através da sua vida. Pessoas podem ser salvas ao observar a vida de gratidão que você tem. Mesmo que todos ao seu redor estejam focados na falta e na murmuração, seja a voz que vai reconhecer a bondade de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!