Verbo FM

Abraçando o plano de Deus

Abraçando o plano de Deus
Rafaela Brandão
Graduada das Escolas de Missões e Ministros Rhema

Eu vivi vários anos fugindo do plano de Deus para minha vida por não compreender certas coisas. Minha conversão ao Senhor Jesus foi aos 8 anos de idade. Fui crescendo espiritualmente, mas sem o conhecimento da Palavra Revelada, vivi muitos anos aprendendo o logos. Lembro que tinha aproximadamente entre 10 a 12 anos, quando recebi uma palavra sobre ser missionária e ir às nações. Achei muito legal, mas a igreja que frequentava tinha uma visão muito diferente do Verbo da Vida a respeito dessa área. Como pré-adolescente, aquilo me assustou e deixei o que Deus falou em segundo plano.

Lembro-me que, ao estudar a matéria História nos anos escolares, viajava em minha mente pelos países europeus. Sempre tive uma afeição muito grande e me imaginava viajando e conhecendo vários deles. Após alguns anos, já no último ano do ensino médio, tive que escolher o curso da faculdade. Desse modo, não pedi orientação a Deus. Eu escolhi e pedi para ele abençoar os meus planos e que fosse feita a Sua vontade. Quanta controvérsia em uma frase, não é?! Por isso, valorize os anos que você se dedicou estudando no Rhema. Até então, não fazia ideia do que isso significava.

Posteriormente, já formada em Biomedicina e morando em outra cidade, continuei vivendo o meu plano ao invés o de Deus. Até que um dia, após orar e pedir a Deus que queria continuar crescendo espiritualmente e viver os propósitos d’Ele. Quando eu renunciei a minha vontade, Ele me respondeu em voz audível. Logo depois de 6 meses, a minha vida deu uma reviravolta e comecei a frequentar a Igreja Verbo da Vida.

Não é jargão dizer que existe uma “Rafaela antes” e uma “Rafaela depois” da Palavra da Fé. Comecei a compreender a Palavra de Deus como nunca antes. Quando fiz o Rhema, meu Deus! Compreendi que o Espírito Santo era uma pessoa. Como eu podia ser crente há tanto tempo e nunca tinha me relacionado da forma certa com Ele?! Muitas vezes que me sentia sozinha e Ele estava ali para me ajudar e não sabia que o próprio Deus habitava em mim. O Espírito Santo para mim, no meu entendimento antigo, era uma “manifestação” em cultos específicos.

Depois que compreendi as Verdades da Palavra, nunca mais adiei o plano de Deus para minha vida. Dessa forma, pedi ao Senhor para remir o tempo que tinha perdido e aqui estou, em pleno 2024, vivendo os sonhos d’Ele para mim.

Voltando para janeiro de 2018, estava na cozinha e o Espírito Santo falou comigo: “Você vai se mudar!”, compreendi que era para outra cidade e comecei a orar para saber qual era. Um pastor amigo até me convidou para auxiliar na igreja recém inaugurada em outro estado e pensei que era o plano de Deus até um dia precisei entrar em contato com uma missionária para o Dia Verbo da Vida de Missões.

Marcamos um dia para nos falar por ligação e algo “borbulhou” por dentro de mim. Eu não compreendi, porque até aquele momento, só tinha a Europa no coração e a missionária estava em continente asiático. Dois meses depois, recebemos em nossa igreja, outro missionário da Ásia e começaram as palavras dizendo que eu também iria para lá. Depois disso, veio a convicção para ir a Campina Grande (PB) cursar a Escola de Missões.

Com a liberação dos meus pastores, “embarquei” com muitas malas em direção ao plano de Deus. Em fevereiro de 2019, chegava na Rainha da Borborema. Eu nem pensei muito em como seria e nem planejei muitas coisas, apenas me coloquei num lugar com o coração disponível.

Já em Campina Grande, recebi uma nova orientação quando orei sobre onde deveria servir na Igreja Sede: “COMUNICAÇÃO”, eu não acreditei nisso (risos). Eu pensei em tantas possibilidades e essa era uma que não passaria nunca pela minha cabeça. Já tinha servido nessa área antes, mas era algo bem simples, e eu nem sabia como era a comunicação na Igreja Sede. Relutei por dois meses, até o Pr. Perilo Borba ensinar o módulo: Comunicação no ministério, a turma de Missões se juntou com a de Ministros para isso.

De fato, fiquei maravilhada com tudo que vi e ouvi. Logo depois, marquei uma conversa com o Pr. Perilo e Stephani. Na oportunidade, uma das coisas que falei que gostava de escrever e se podia servia na Sede mesmo não sendo da área. Lembro que ele riu e disse: “claro”, e já chamou Taísa Santana, a líder do departamento, na época, para conversar comigo.

Naquele ano, servi na equipe de Redação e Mídias Sociais, especificamente, fazendo transcrições das mensagens dos ministros e notícias dos cultos, além de atuar na Secretaria de Missões. Comecei a descobrir dons e talentos que estavam guardados, esperando o momento certo de florescer.

Além disso, também fui muito “esticada” na Escola, descobri muitas coisas que precisava melhorar antes de ir ao campo missionário. E a minha pressa de ir às nações foi reduzida quando recebi uma nova direção do Senhor: “faça Escola de Ministros“. Confesso que relutei no início, mas compreendi que precisava me preparar mais e como estava em Campina, era o que deveria fazer.

Eu só não esperava fazer a Escola, em 2020, na pandemia. Quem foi da minha turma sabe bem o que passamos. Foi muito desafiador, mas vencemos. Já antes de cursar Ministros, o Senhor começou a me sinalizar sobre iniciar a faculdade de Jornalismo. Por conta de tudo o que ocorreu na pandemia, não tinha como fazer dois cursos on-line ao mesmo tempo e aguardei terminar um para começar o outro.

Depois de graduada na Escola de Ministros, ingressei na minha segunda graduação. Confesso que, inicialmente, não tive muito apoio dos meus pais, achavam que eu estava “apenas empolgada”. Mas eu tinha plena convicção do que o Senhor falou comigo: “essa profissão vai abrir portas para as nações”.

Com o passar dos anos, agora, estou na fase do projeto, estágio, na reta final e tenho visto o favor do Senhor em tudo. Hoje, trabalho na Coordenação de Comunicação do MVV e continuo servindo na Redação na Igreja Sede. O que aprendi na prática na igreja, me auxiliou na parte teórica da faculdade e vice-versa. Nunca imaginei que a vinda a Campina traria tantas mudanças em minha vida. Confiar em Deus e abraçar o Seu plano faz toda diferença.

Então, decida viver o propósito d’Ele para a sua vida e os seus melhores dias estarão a sua frente!!! Apenas confie, descanse e dê os passos de fé necessários para o cumprimento do plano divino. Deus não vai lhe mostrar tudo de uma vez, mas a partir do momento que o primeiro passo for dado, assim será sucessivamente, até o fim da sua jornada.

A pessoa que aceita e obedece aos meus mandamentos prova que me ama. E a pessoa que me ama será amada pelo meu Pai, e eu também a amarei e lhe mostrarei quem sou” (João 14.21 – Nova tradução da linguagem de hoje).

“Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.12-14).

4 Comentários

  • És uma pessoa incrível! Deus é real na sua vida! “Abrace o plano divino!” Isso mesmo!

    Resposta
  • Como mãe,amiga,orientadora,incentivados,encorajadora e mordoma da herança divina,muito me alegro com as mudanças e avanços na vida de Rafaela pela obediência aos comandos do Espírito Santo e sei porque sei que tudo isso é apenas o começo de um plano e propósito divino grandioso. O melhor ainda está por vir.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!