Verbo FM

Assentados com Cristo

por Douglas Ferraz
*Diretor do Centro de Treinamento Bíblico Rhema Sede

Nós fazemos parte da Igreja triunfante, essa é a nossa realidade no Corpo de Cristo, pois temos uma identidade em  Jesus. Em dias tão confusos, nos quais as pessoas não sabem quem são, é de suma importância que nós saibamos: somos filhos que fazem parte de uma Igreja vitoriosa, santa e triunfante.

“Não deixo de dar graças por vocês, mencionando-os em minhas orações. Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele. Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou, as riquezas da gloriosa herança dele nos santos e a incomparável grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, conforme a atuação da sua poderosa força. Esse poder ele exerceu em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita, nas regiões celestiais, muito acima de todo governo e autoridade, poder e domínio, e de todo nome que se possa mencionar, não apenas nesta era, mas também na que há de vir. Deus colocou todas as coisas debaixo de seus pés e o designou como cabeça de todas as coisas para a igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que enche todas as coisas, em toda e qualquer circunstância” (Efésios 1.16-23).

Aqui em Efésios, vemos um clamor de Paulo para que os olhos daqueles irmãos fossem iluminados, repletos de luz e para que eles entendessem quem eram através de Cristo Jesus. Éfeso era uma cidade portuária, onde estavam pessoas de diversos lugares e elas tinham diversos deuses e diversas religiões. Desse modo, o apóstolo Paulo, cuidadosamente, traz para a Igreja, nesta carta, um vigor, além de uma edificação sobre quem a Igreja é, para que o povo entendesse que não existia outro Deus e que nenhum nome estava acima do nome de Jesus.

Já Efésios 2.1-10, mostra que a grandeza do poder de Deus fez com que Cristo ressuscitasse entre os mortos. Mostra também que estávamos mortos nos nossos delitos e pecados, mas ressuscitamos junto a Cristo.

Paulo ora por uma revelação, para que a Igreja entendesse a herança dela em Deus. Que herança? Essa herança é o pleno conhecimento da verdade, a sabedoria de Deus, revelando para a Igreja quem ela é, revelando a sua identidade. Assim,  teremos a convicção e certeza que não somos uma igreja que está tentando vencer, mas que já somos, em Cristo Jesus, vitoriosos.

“Então, Jesus aproximou-se deles e disse: ‘Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra” (Mateus 28.18).

“Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra” (Filipenses 2.9-10).

Em Mateus, podemos observar Jesus falando por duas esferas: céu e terra. Já em Filipenses, podemos observar pela ótica de três esferas: céu, terra e debaixo da terra. Não há um lugar que não conheça a autoridade que tem o nome de Jesus. Todo joelho se dobra e toda língua confessa que Jesus é o Senhor. Na carta aos filipenses, fala que Jesus se humilhou até a morte de cruz e, por isso, Deus lhe deu um nome que está sobre todo nome. Existe um poder e uma autoridade no nome de Jesus.

“OS CRENTES ESTÃO ASSENTADOS COM CRISTO NOS LUGARES CELESTIAIS, MUITO ACIMA DE TODO PODER E PRINCIPADO DAS TREVAS E NENHUM DEMÔNIO PODE DETÊ-LO. ESTAR REINANDO COM CRISTO NAS REGIÕES CELESTIAIS É UMA POSIÇÃO DE AUTORIDADE, HONRA E TRIUNFO.”

Paulo começa essa carta em Efésios 1.3, dizendo: “Bendito Deus e pai do nosso Senhor que nos abençoou com toda sorte de bênçãos nas regiões celestiais”. Eu sei que, nesta manhã, você está diante de mim fisicamente, mas, espiritualmente, o nosso lugar é assentado à destra de Deus em Cristo Jesus nas regiões celestiais. A nossa posição em Cristo é assentados junto a Ele, nas regiões celestiais e, essa posição, é um lugar de triunfo — uma posição de vitória. O irmão Kenneth E. Hagin, no livro Igreja Triunfante, fala sobre três tipos de entendimento a respeito da Igreja.

1- A Igreja militante é quando nosso entendimento, nossa própria força, nosso próprio desempenho e as nossas atitudes tentam nos tornar vencedores. Mas essa Igreja não entende que tudo já foi realizado em Cristo.

2- A Igreja derrotada é ignorante sobre o fato de que estamos assentados em Cristo e que deveríamos estar reinando em vida através d’Ele. Por não terem conhecimento a respeito da sua posição em Cristo, ou por nunca terem usado a autoridade que realmente possuem, esses crentes são constantemente destruídos pelos enganos de Satanás e estão em um estado contínuo de fracasso e derrota.

3- A Igreja triunfante é a perspectiva bíblica do Corpo de Cristo assentado com Ele nos lugares celestiais, MUITO ACIMA de todos os poderes e principados. A Igreja Triunfante, de acordo com as Escrituras, retrata um corpo de crentes que não apenas conhece, mas exercita a sua autoridade em Cristo, sendo assim, através de Cristo Jesus, vitoriosos sobre satanás — o inimigo derrotado.

“Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo” (Romanos 5.17).

Existem pessoas que entendem que só teremos essa vida triunfante e que só poderemos exercer essa autoridade quando chegarmos no céu, mas em Romanos 5.17 fala que em vida, aqui na terra, é que reinaremos. A guerra já foi vencida, Satanás já perdeu e nosso trabalho é só manter a autoridade que já foi conquistada. Você não será mais que vencedor quando chegar aos céus, pois você já é mais que vencedor hoje.

“E cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz, e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz” (Colossenses 2.14-15).

Nós precisamos de entendimento para poder usufruir do poder que temos em tomar posse pela fé. Precisamos entender que não vai ser na nossa própria força e que não são as nossas qualidades que nos tornam aptos a sermos vencedores, mas a obra já foi feita e Jesus já nos fez assentados.

A Bíblia diz, em Romanos 6, que estamos mortos para o pecado, que fomos sepultados  com Jesus e também que fomos ressuscitados junto a Ele. Precisamos entender que pertencemos a Deus, porque estamos em Cristo.

Nós não vamos nos amedrontar com as coisas que o diabo tem feito nesse mundo, não vamos nos desesperar com as notícias, pois bem maior é Aquele que está em nós do que o que está no mundo. Quando estamos acima, entendemos a grandeza de Deus. Ele não caiu do trono e nós também não.

Não existe possibilidade de sermos derrotados e não existe possibilidade da Igreja não dar certo. Não existe possibilidade do diabo impedir o crescimento da Igreja, nem dele vencer Jesus! Satanás já foi derrotado! Temos que ser uma Igreja convicta de quem somos. Em lugares altos, nas regiões celestiais, os problemas aqui da terra se tornam muito pequenos. Em Cristo, sempre andamos em triunfo.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!