Verbo FM

Deus zela pela Amizade

Everton Catão
Aluno do Centro de Treinamento Bíblico Rhema 

Amigo é uma das melhores coisas que podemos encontrar no curso natural de nossa vida. A infinidade das palavras não tem tamanha proporção se comparado ao amor que Deus tem por pessoas que se juntam, que O agradam em comunhão, que entendem a necessidade da unidade e que se protegem contra satanás e suas tentativas incansáveis de destruir mais uma coisa que Deus criou.

É certo que estamos vivendo numa era em que o Diabo vem investindo em todas as áreas possíveis, seja casamento,  chamado,  sexualidade, seja a amizade. Entretanto, o que me incomoda é ver, não raro, cristãos passivos a tudo isso e denominando  como normal o que Deus desaprova em todos os sentidos.

Nós precisamos nos associar com pessoas que tendem a nos levar para mais perto do céu e para mais longe do inferno. Muitas vezes, caímos no engano de que estamos nos associando para influenciar, mas é complicado, em muitos aspectos, influenciar quem não se deixa ser influenciado. Não estou falando que devemos nos isolar do mundo, nos colocar dentro de uma bolha e fechar os olhos para a urgência que se tem de resgatar almas. Meu ponto é que não podemos nos dar ao luxo de querer ter como amigo alguém que não é amigo de Deus.

“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. ” (Salmos 1:1)

Queridos, isso é uma bem-aventurança e cabe a nós vivê-la. Ter comunhão com pessoas do mundo pode nos levar a um caminho sem volta. A nossa relação com essas pessoas precisa ser de socorro, de mostrar um novo caminho, de trazer esperança, de aconselhar e não ser aconselhado. Não sei você, mas quando o salmista fala que não devemos assentar à roda dos escarnecedores, vejo que ele tinha o cuidado de não termos uma relação mais profunda com essas pessoas.

“Diga-me com quem tu andas que eu direi quem tu és”, ou melhor, “As más companhias corrompem os bons costumes” (I Coríntios 15:33). Eu não preciso afirmar muitas coisas aqui, as palavras já falam por si só. Mas uma coisa é certa, as suas associações definem grande parte do seu caráter.

Graças a Deus que ele nos deixa vários outros exemplos de como nos associar, veja só:

Provérbios 17:17“O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade.”

Eclesiastes 4:9-10 – “É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pode do homem que cai e não tem quem o ajude a se levantar.”

Provérbios 18:24 “Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão.’

Esses e outros vários exemplos precisam ser a nossa base e a nossa peneira. Busque pessoas que são a materialização dessas palavras, porque são elas que vão nos levantar e nos levar para mais perto de Deus. Pessoas que estão com você no dia mau, mas que se fazem presente na alegria; pessoas que são mais sedentas pelo Senhor do que você; pessoas que tratam como anormal o que Deus desaprova; pessoas que são mais chegadas que um irmão. Deus zela tanto pela amizade que um amigo, em Sua concepção, pode estar mais próximo que um irmão.

Tenha cuidado com a sua vida. Não feche os olhos para as pessoas que ainda precisam de Deus, mas não tenha comunhão com elas, não as tenha como um amigo mais chegado que um irmão. Associe-se com pessoas que expressam a essência de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!