Verbo FM

Gratidão: a chave da multiplicação

hugo-henrique-420x420
Escrito por Hugo Henrique
Integrante dos jovens em Pedra de Guaratiba-RJ

Na Bíblia há alguns relatos das duas multiplicações dos pães e peixes. 1ª multiplicação: Mateus 14.13-21; Marcos 6.30-44, Lucas 9.10-17 e João 6.1-15

2ª multiplicação: Mateus 15.29-39 e Marcos 8.1-10; de onde podemos retirar alguns princípios bíblicos para a nossa vida prática, sem deixar de considerar o dom da fé que operou o milagre da multiplicação.

Jesus conhecia a vontade de Deus a respeito daquela situação e conhecia a necessidade daquelas pessoas que O ouviam. Ele sabia que, após aquelas pessoas terem se alimentado “espiritualmente“, precisariam ser alimentados fisicamente.

Jesus se movia por íntima compaixão, Ele entendia que, após horas de aprendizado, aquelas pessoas estavam com fome e necessitavam se alimentar para prosseguir a viagem de volta para casa sem que ninguém desfalecesse.

Jesus conhecia o caráter de Deus e cada um dos seus atributos, Ele entendia que, em Deus, tinha ampla suficiência, que Deus é o Deus da sua provisão. Jesus entendia que a fidelidade de Deus era com Ele em cada um dos seus passos.

E, por conhecer o caráter do seu Pai, Ele confiavai e se movia por essa confiança. Jesus ousava em fé pois sua confiança no que o Pai poderia fazer era inabalável e, por confiar no Pai, ele era grato antes mesmo de ver o desejo do seu coração se manifestar na sua frente.

Em todos os relatos das multiplicações, temos uma chave muito importante, uma chave que “ativava o efeito multiplicador“. Jesus era grato, Ele rendia graças ao Pai antes mesmo de repartir os pães e peixes com a multidão, o coração de Jesus era um coração grato.

O último detalhe que eu quero descrever é o resultado de tudo o que já foi supracitado. Em todas as multiplicações, o resultado foi a fartura a ponto de sobrar cestos de alimentos mesmo depois de toda a multidão ter se alimentado.

Que a gente possa aprender mais e mais observando os exemplos de Jesus, que possamos conhecer o coração do nosso Pai cada vez mais e mais, que a nossa confiança Nele nos torne mais ousados a cada dia, que a compaixão ao ver a necessidade do nosso próximo nos mova a ponto de não conseguirmos nos acomodar na nossa zona de conforto e que o nosso coração permaneça sempre grato mesmo diante dos desafios.

1 Comentário

  • Belas palavras. temos que ser gratos em tudo assim como jesus nos ensina em sua palavra. Amém.Gratidão e compaixão são atributos de Deus.Então tal pai tal filho. Amém!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!