Verbo FM

O generoso prospera

Agnaldo Marques
Supervisor do Ministério Verbo da Vida

Eu estava orando e pedindo  direção de Deus e veio ao meu coração sobre o que nós entendemos sobre Deus. O que nós pensamos sobre as características de Deus. Para desfrutar do melhor de Deus, é preciso entender como Ele é. Existem dois modelos de paz: a paz de Deus e a paz do mundo.  

A paz de Deus excede todo entendimento e o que dizer do amor de Deus? Que amor é esse? 

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).

Quando li esse verso, pensei nos meus filhos. Ele nos deu o filho por inteiro, que amor é esse? Não tem nada que eu e você faça, que aumente o amor de Deus por nós, e não tem nada de ruim que façamos que Ele nos ame menos. Não podemos avaliar a bondade de Deus pelo aspecto humano.

Precisamos entender a plenitude da bondade de Deus. Dando tudo certo ou não, Deus é generoso, porque Ele doou seu próprio Filho. 

“O ladrão vem para roubar, matar e destruir, mas eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Se o texto dissesse para que você tenha vida, já seria bom demais, mas é vida abundante. Filhos e filhas normalmente trazem características do pai. A Bíblia diz que somos a imagem e semelhança de Deus. Somos criados para ser a imagem e semelhança do nosso Pai, somos o reflexo do original.  

Se Deus é generoso, nós devemos ser também. Generosidade é a virtude de quem compartilha por bondade. Um ato de generosidade deve ser feito sem esperar nenhum retorno.

“Portanto, assim como em tudo abundais em fé, e em palavra, e em ciência, e em toda a diligência, e em vosso amor para conosco, assim também abundeis nesta graça” (II Coríntios 8.7).

Deus deseja que sejamos generosos com alegria. Você só investe naquilo que acredita! Eu tinha trauma de contribuir e ofertar na igreja e lembrei quando eu não era crente ainda e de uma situação que ocorreu lá atrás, mas um dia entendi que a contribuição, o ofertar era de Deus.

Para ofertar, você precisa ser generoso. Fui curado desse trauma e hoje posso falar sobre isso, porque exerço a generosidade. O Evangelho é alegria e essa é a nossa marca no Ministério. 

“Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da macedônia; Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade” (II Coríntios 8. 1-2).

O texto nos mostra que uma grande alegria com uma profunda pobreza foram misturados e o resultado foi uma generosidade transbordante. Você pode pensar: e as pessoas ricas?

“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis”  (I Timóteo 6.17-18).

Esteja sempre pronto para repartir com os outros daquilo que Deus lhe deu. Ou seja, todos participam, inclusive, os líderes.

“Eu, pois, com todas as minhas forças já tenho preparado para a casa de meu Deus ouro para as obras de ouro, e prata para as de prata, e cobre para as de cobre, ferro para as de ferro e madeira para as de madeira, pedras de ônix, e as de engaste, e pedras ornamentais, e pedras de diversas cores, e toda a sorte de pedras preciosas, e pedras de mármore em abundância. E ainda, porque tenho afeto à casa de meu Deus, o ouro e prata particular que tenho eu dou para a casa do meu Deus, afora tudo quanto tenho preparado para a casa do santuário: Três mil talentos de ouro de Ofir; e sete mil talentos de prata purificada, para cobrir as paredes das casas” (I Crônicas 29.2-4).

Davi, o próprio líder, era um contribuinte. Ele é um exemplo para nós, líderes, em como devemos contribuir. Temos que ser o maior exemplo de generosidade! Com a alegria e energia que você começou a ofertar, você deve permanecer.

“Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (II Coríntios 9. 7). 

A pressão externa para uma ação interna vai romper com a alegria. Então, a decisão de ofertar é de dentro para fora, eu preciso entender porque estou ofertando e para quê, e assim, devo ofertar livremente com alegria.

Deus é poderoso para fazer infinitamente mais. Isso é difícil de calcular. Esse é o Deus que servimos. Não podemos ser avarentos. Isso é pecado! 

Existem 3 níveis de pessoas na igreja. O primeiro nível é o das pessoas que não têm as necessidades supridas. Esse não é o plano de Deus, mas existem. Mas podemos mudar de nível e ir para o segundo nível, das pessoas que têm as necessidades supridas. Porém o nível de Deus é no terceiro nível. As pessoas que têm as necessidades supridas e ainda sobra para poder ser generosas e abençoar outros.

Onde você está e aonde você quer chegar?

Seja generoso. A generosidade é pré-requisito para a prosperidade!

*Trechos da mensagem de 23 de setembro de 2022, na Conferência de Ministros do Sul.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!