Verbo FM

O pecado da murmuração

paulo-300x300
Paulo Alves
Professor do Rhema 

“Irmãos, não faleis mal uns do outros. Aquele que fala mal do irmão, ou julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz. Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas ao próximo? ”. (Tiago 4:11-12)

A Palavra de Deus afirma que falar de alguém ou divulgar suas faltas, constitui para Deus um delito grave. O que murmura se põe como juiz de seu irmão, e, não se conduz conforme a regra de amor e de misericórdia que deve estar presente em todas as nossas relações.

I – Resultados da murmuração:

1) Causa divisão – (Atos 6:1) – A murmuração tem a habilidade de nos enfrentar, de fazer que o homem veja ao outro como seu inimigo. A murmuração dividiu a igreja no primeiro século entre Gregos e Hebreus. Onde há murmuração se produz confusão e, a confusão produz divisão.

2) Acaba com a amizade – (Provérbios 16:28) – Pessoas que andaram juntas, que se amaram e que gostavam de compartilhar a mútua companhia, hoje, estão separadas. Demonstram frieza e tensão. Tudo porque alguém deu brecha à murmuração.

3) Paralisa o serviço da igreja – (Números 12:15) – A história da igreja demonstra que a murmuração detém o crescimento da obra de Deus. A murmuração consegue dividir a igreja, polariza os recursos desta, rompe relações, separa amigos e leva irmãos a enfrentar os líderes. A energia e o tempo que poderiam usar na edificação do corpo de Cristo, na salvação deste mundo perdido, são desperdiçados debilitando a igreja e arruinando sua credibilidade.

II – Como deter a murmuração:

1) Os murmuradores acabam quando não há quem os escute.

2) Quando nos damos conta que ao escutá-los nos tornamos cúmplices.

3) Quando reconhecemos que a murmuração beneficia unicamente ao diabo.

4) Quando se reconhece que a murmuração interrompe a obra a Deus (Salmos 133:1-3).

5) Quando se aceita que ao murmurar do que tem a imagem de Deus, se está murmurando do próprio Deus. (Tiago 3:9)

6) Quando reconhecemos que é pecado.

7) Quando se reconhece que a murmuração é dirigida contra Deus – (Êxodo 16:8; Tiago 4:11-12).

Conclusão: Deus espera que avaliemos a nossa postura diante dos líderes, irmãos e amigos, pois Ele requer um amor fervente, zeloso, que cuida da dignidade e do nome do seu irmão.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!