Verbo FM

A Secretaria de Missões

Raiane Vargas
Líder da Secretaria de Missões em Porto Alegre (RS)

A tarefa de erguer uma Secretaria de Missões na igreja local em muito se parece ao campo missionário, dadas as devidas proporções. Esse pode ser um grande treinamento para quem tem esse chamado ou então deseja enviar missionários.

A Secretaria de Missões não é um departamento, como a Agência de Missões muito bem nos ensina. A Secretaria é um lugar de acesso e informações, onde toca e dá assistência a todo o restante do Corpo, munindo-o dessa visão celestial de pregar o Evangelho para os de perto e para os de longe. É uma parte do campo na igreja local.

Esse formato mais amplo permite que essa visão permeie os departamentos e os ministérios e não fique restrita a um grupo de pessoas. Tudo isso de forma prática, no dia a dia, seja em um dia de missões ou em um vídeo de um missionário, que antes parecia tão distante.

E por que isso se assemelha ao campo missionário? Mostro-lhe alguns pontos:

Linguagem e comunicação

O sucesso de uma Secretaria está em plantar a visão missionária em um grupo heterogêneo de pessoas, que é a igreja local. Portanto, o líder da Secretaria de Missões precisa aprender a falar a linguagem dos irmãos e entender como alcançar o coração deles, para que eles entendam a importância de missões no Corpo de Cristo. Um trabalho apenas fechado para poucos não fará com que a visão atinja a todos. Não os force a aprender a falar com a linguagem que você está habituado, mas busque trazer esse assunto dentro da realidade deles. Em vez de julgá-los por não entender a visão missionária, explique de outras formas; pode ser apenas uma questão de comunicação. Desenvolva a sua linguagem e a sua comunicação e isso será uma grande ferramenta hoje e no futuro.

Formando equipes heterogêneas

Embora se tenha um grupo mais específico que sirva na Secretaria, evite restringir as programações a esse grupo. Saiba trazer todos os departamentos para as programações de missões. Esse trabalho é extremamente relevante para que eles sejam ativos dentro deste assunto e sejam despertados. Trabalhar sozinho pode ser mais fácil, mas não é o melhor caminho, porque não desenvolve as pessoas. Quanto antes você praticar essa verdade, mais rápido colherá os frutos. Essa habilidade será essencial no campo missionário.

Começando em oração

Não sabe como iniciar? Comece orando. Não poderá haver trabalho mais efetivo do que esse. Junte a equipe e chamem à existência o que desejam ver. Deixe que eles participem desse momento. Isso treina o chamado missionário e os faz entender que nada se constrói se não for antes formado em oração. Isso é um grande treinamento para o campo, porque haverá momentos em que naturalmente tudo parecerá desfavorável e será assim que tudo virá à existência.

Visão de longo prazo

Enquanto estamos envolvidos, não percebemos os frutos nascendo das sementes que plantamos, entretanto, depois de um tempo, olhando de fora, percebemos quantos foram despertados devido ao trabalho da Secretaria. Isso desenvolve perseverança, constância e uma visão de longo prazo. Tudo o que é necessário em um campo missionário. 

Enviar antes de ser enviado 

De repente, um irmão decide que é o tempo de avançar e você percebe que, enquanto nutria o chamado de outros, Deus cuidava do seu, preparando-o. Enquanto você zelava pela visão, Deus fez o que você não poderia fazer na vida de cada um dos que foram despertados. Enviando alguém para Escola de Missões ou até mesmo para um trabalho missionário, você aprende os desafios de enviar alguém e isso será uma bênção para que você saiba facilitar o trabalho dos que o enviarão no futuro.

Dividir os fardos e as vitórias

Você verá que é necessário pedir ajuda para desenvolver alguns projetos com excelência. Uma visão experiente poderá ajudá-lo a não errar e encurtar caminhos. Utilize o auxílio das lideranças locais e da Agência de Missões para isso. Aprender a honrar a unção que está em outros o fará um líder e liderado melhor. Essa honra se dá também através de perceber o valor do trabalho deles e os consultar sempre que achar necessário. Isso estreita a comunicação e diminui ruídos. Essa prática será um socorro para quando você não estiver mais entre os que o entendem com tanta clareza, por serem de outra cultura. Aprenda a não abraçar tudo sozinho antes de ser enviado!

Viu só? Parece um trabalho simples na igreja local, mas que o molda para o que Deus o chamou. Não deixe de dar o seu melhor, mesmo que o seu melhor seja diferente das outras igrejas que você admira. Foque naquilo que hoje está nas suas mãos! Logo, logo serão povos inteiros e você saberá como agir! Aquele que foi fiel nessa etapa, continuará sendo nas próximas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!

Relacionados