Verbo FM

Relacionamentos “extra-igreja”

gabrielle miranda
Gabrielle Miranda
Graduada do Rhema

Penso que, alguns de nós precisamos voltar um pouco e reaprender mais sobre o que é ser corpo de fato. Por quê? Veja: será mesmo que só podemos relacionar o “ser parte do Corpo” com o serviço? Gosto de pensar sobre isso, sobre como recebemos as pessoas e sobre o que buscamos nelas, e ainda, o que mais tem sido importante: seus corações ou a obra de suas mãos (leia-se: seus dons e habilidades)?

Servimos em todo tempo, lideramos e fazemos parte de equipes, nos empenhamos em realizar eventos evangelísticos, alcançamos nossos objetivos de trazer pessoas a Cristo, e isso é maravilhoso, são vidas salvas, glória a Deus por isso! Mas, em contrapartida, os nossos relacionamentos, como estão? Não pergunto isso querendo enfatizar sobre como nós estamos quanto às pessoas com quem nos relacionamos, mas colocando como foco as pessoas ao nosso redor.

Pensamos que sabemos o bastante sobre o irmão que serve conosco, sobre aqueles que estão próximos a nós dentro dos muitos departamentos, mas será que sabemos mesmo? Ah se soubéssemos… São tantas lágrimas escondidas atrás de sorrisos, tanta elegância escondendo problemas e passam desapercebidos, nem imaginamos, nem nos importamos.

Sabe, tenho visto algumas vezes uma falta de humanidade e sensibilidade, crentes virando máquinas, deixando lá trás a essência de tudo, a essência do servir, a essência de ser Igreja, de estarmos aqui nessa Terra. O que precisamos algumas vezes é só parar um pouco, olhar pro outro, dedicar nosso tempo em ser o “ouvido”, ser o ombro, dar um tempo de qualidade a alguém, criar relacionamentos que possam se estender “extra-igreja”…

A Bíblia nos fala por várias (e muitas) vezes quanto ao cuidado e amor que devemos ter uns com os outros, por exemplo:

 “Amai-vos dedicadamente uns aos outros com amor fraternal. Preferindo dar honra a outras pessoas, mais do que a si próprios.” Romanos 12.10

“Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei; que dessa mesma maneira tenhais amor uns para com os outros.” João 13.34

“Levai as cargas pesadas uns dos outros e, assim, estareis cumprindo a Lei de Cristo; Sendo assim, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, principalmente aos da família da fé.” Gálatas 6.2;10

 Acredito piamente que somente aos fins de semana – na igreja – não conseguiremos viver e praticar por completo o que a palavra nos instrui a fazer, por isso o relacionamento extra-igreja, para que seja possível, para que seja completo e de qualidade o que fizermos, colocando nosso coração envolvido, nos importando.

Ei, eu quero te lembrar que se relacionar e amar faz bem, bem pra você e também pro outro! Ame independente de, ainda que… Ligue, sente pra conversar, esqueça um pouco o seu relógio. Foi isso que Ele fez, o maior Mestre, Jesus, nos ensinou sobre se importar, sobre se relacionar com as mais diferentes pessoas. Sobre amar? Nunca teremos melhor exemplo! Se precisarmos olhar pra alguém para saber como proceder com o nosso próximo, que Ele seja o nosso modelo!

2 Comentários

  • Olá Grabrielle!

    Muito oportuna a sua palavra, nestes dias em que vivemos na correria, e infelizmente muitas vezes nos tornamos insensíveis.
    Devemos realmente nos importarmos com os irmãos de uma maneira positiva, sermos parceiros.
    Que Deus continue a abençoando e inspirando.

    Abraços na Paz de Cristo,

    Jane Mary.
    Fortaleza/CE

    Resposta
  • Legal e muito bem colocado as palavras. De Fato, precisamos sim está mais juntos, não apenas na igreja ou em eventos (isso também é importante) mas principalmente nos suportando uns aos outros. Deus abençoe!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!