Maná Diário

Unidade: O meio para alcançar o perdido

por Fernando Borja (França)
*Graduado do Centro de Treinamento Bíblico Rhema Paris

E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas” (Mateus 22.37-40)

Precisamos buscar as pessoas que estão no mundo, indo a lugares como boites, bares, mesmo que não falemos nada, mas se levarmos algo que vai representar o amor de Deus, poderemos impactar as suas vidas. Talvez nos perguntemos, como nós, como jovens, podemos fazer algo assim? 

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza”
(I Timóteo 4.12)

Timóteo era um jovem que estava na faixa etária dos jovens presentes no JPN Europa. Mas se um jovem vai sozinho tentar alcançar o perdido, pode ser que o diabo tente agarrá-lo. Mas quando os jovens estão juntos, existe força para que possamos alcançar o perdido.

“Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros”
(Romanos 12.4-5)

Nós devemos ir e pregar o Evangelho ao perdido, mas para isso não devemos ignorar o corpo de Cristo, porque juntos somos mais fortes. Jesus deseja que sejamos um primeiro, e depois, que devemos ir e pregar às Nações. Precisamos nos unir ao Corpo, amar os nossos irmãos e amar as nações.

Essas nações da Europa não conhecem a alegria, o amor, a paz, por causa de guerra, por causa das riquezas, Eles esqueceram o essencial. Podemos ver essa guerra que está acontecendo na Ucrânia, e esse povo precisa de um corpo unido que ensine o que é amor, o que é cuidar um do outro, e ensinar o que é ser corpo.

Na faculdade eu não tinha medo de dizer que eu era crente, e os meus amigos eram os muçulmanos. Quando eles iam fazer as orações deles, eu ia com eles. Eles iam ajoelhar, e eu ficava atrás deles, orando em línguas.

E eu dizia para mim mesmo: a minha presença nesse lugar muda a atmosfera, e eles sentiam que eu em meio àquela atmosfera, fazia a diferença. Quando eu estava com eles, eu semeava a Palavra com o meu testemunho. E me alegrei muito em saber que um desses dias, um desses muçulmanos que andavam comigo, recebeu a Jesus.

Em Jesus podemos transformar a Nação onde nos encontramos, mas precisamos do corpo de Cristo unido. A Europa precisa da unidade. Vamos andar na unidade do Corpo de Cristo.

 

*Trechos da mensagem durante o evento Jovens Para as Nações Europa, em abril 2022. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!