Verbo FM

Você está na reserva?

Janielle Medeiros
Graduada na Escola de Ministros Rhema

Há pouco tempo, presenciamos cenas inéditas (pelo menos para mim) de filas infindáveis de veículos, que por horas, esperaram para abastecer nos poucos postos que estavam com combustível no país. Toda essa crise foi proveniente da greve de caminhoneiros, que durou dez longos dias, impedindo que os postos fossem abastecidos com combustível. Essa greve, levou  muitos desses veículos a chegarem às filas na reserva, alguns precisaram ser empurrados para chegar nas bombas de combustível. Conheço pessoas que ficaram até 10 horas esperando! Uau! Isso tudo pelo óbvio: o combustível é crucial para que o veículo se coloque em movimento.

Com nosso corpo não é diferente: precisamos nos alimentar todos os dias para que nossos órgãos continuem a executar as funções que nos mantém vivos. Usando a mesma analogia acima, assim como o combustível está para o veículo, o alimento está para as células do nosso corpo, pois sem comida, não funcionamos e muitos até chegam a óbito. Você já parou para pensar o que acontece com a comida quando a colocamos para dentro? Já pensou como um prato de cuscuz com carne (que é tão bom!) ou um bom prato de feijão com arroz, além de nos deixar felizes, nos dá “gás” para ir trabalhar? Qual o mecanismo que de fato nos mantém literalmente, funcionando? Vou explicar e fazer uma analogia mais a frente.

Como biomédica, gosto muito de fazer analogias entre a biologia e realidades espirituais, pois tudo está interligado, uma vez que o que vemos e o que não vemos, como esse processo todo descrito acima, foi criado pela Palavra de Deus. E tudo o que Deus fez visível ou não a olho nu, expressa o caráter perfeito do Amor, ou seja, dele mesmo e me encanta conhecê-lo através dos detalhes da criação e encontrar da criação.

“…pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele”. (Colossensses 1.16)

Para iniciarmos a analogia, precisamos antes entender que cada órgão do nosso corpo (coração, pulmão, rins, etc.) é formado por células e cada uma delas desempenha uma função específica para este órgão funcionar de forma perfeita. A fonte de energia de cada uma das nossas células, ou seja, o seu combustível, chama-se: Adenosina Trifosfato, o ATP. Essa molécula é a “moeda energética” do nosso organismo. Sem o ATP, não funcionamos! Essa molécula é formada de três partes iguais de um nucleotídeo. Na ligação química entre essas três partes é armazenada a energia para consumo imediato pelas células, proveniente da quebra dos alimentos. É essa energia que é utilizada para nos manter vivos e para desempenharmos as atividades do dia-a-dia.

Produzimos por dia, aproximadamente a quantidade de moléculas de ATP similar ao nosso peso, e gastamos tudo no mesmo dia! A produção de ATP ocorre na célula, em um lugar específico e bem secreto: no interior de uma organela, a mitocôndria, onde se encontra uma engenhosa estrutura de enzimas, chamada ATP sintase. De forma extremamente organizada e inteligente, as moléculas de ATP, vão sendo uma a uma liberadas pela ATP sintase, à medida que as reações químicas necessárias a sua formação acontecem. Por isso, que a mitocôndria é considerada a grande usina de energia da célula (veja no vídeo, vale muito a pena!).

https://www.youtube.com/watch?v=pzGpxdecA_k&feature=youtu.be

Agora, nesse exato momento, milhares de ATPs estão sendo utilizados para que você consiga ler esse texto! É maravilhoso perceber é excelência do Criador nisso tudo!

Quando tomamos consciência da qualidade e intensidade do amor de Deus por nós, demonstrado na cruz, é natural o nosso desejo de respondê-lo e a partir disso, cabe a nós decidir experimentar esse amor em toda sua dimensão, respondendo à Presença de Deus, onde somos aceitos inteiramente, independente do que façamos ou deixamos de fazer:

“Peço que cheios do amor, vocês sejam capazes de participar, com os demais seguidores de Jesus, da dimensão insondável do amor de Cristo. Experimentem a largura. Testem seu comprimento. Subam às alturas. Vivam uma vida cheia da plenitude de Deus” (Efésios 3.17-19 – A Mensagem)

Sabe, podemos aprender algo com todo esse processo bioquímico e fazer um paralelo com nossa vida espiritual! O que nos abastece por dentro? O que de fato dá sentido à nossa existência? Jesus falou explicitamente após passar 40 dias sem comer, que o homem também é sustentado pela Palavra de Deus. A chave está em considerar a Presença. O que nos impedia de viver “ligados” com Deus foi removido na cruz quando o véu foi rasgado.

É desse lugar que vem a plenitude de nossa satisfação, a perda da consciência de falta, a ratificação da nossa identidade, o nosso senso de propósito. Intimidade demanda tempo e confiança. Esse princípio é ratificado na formação do ATP. Aprendemos esta lição na síntese desta maravilhosa molécula que nos mantém vivos: a formação dele requer ligação íntima e específica a enzimas por um tempo específico, mas, após finalizado esse processo, ele é liberado da mitocôndria para cumprir o seu propósito: sustentar a vida com a energia que detém.

Quer ser livre de verdade? Deixa de lado a religião e escolha se apaixonar todos os dias por aquele que fez tudo por você na cruz, pois a vida eterna consiste em experimentar o Amor considerando o que ele fez por nós através de Jesus (João 17.3). Naturalmente falando, quando estamos em um relacionamento e tomamos atitudes que desconsideram a outra pessoa, a consequência é o afastamento, quando não existem arrependimento e perdão. Isso requer maturidade de nossa parte! Necessitamos disso! Quando estamos apaixonados, exalamos a essência do Amor para quem está perto de nós. É isso que o mundo espera ansiosamente.

“A eternidade e o desejo de conhecer o Pai como somos conhecidos por Ele, deve nos mover diariamente”, Laura Souguellis.

Quando temos a motivação correta, vamos nos permitir ser moldados em nosso caráter. Vamos seguir aprendendo a ser amados por ele, guardando suas palavras, para amarmos as pessoas. Quando errarmos, vamos correr para o Pai e não nos esconder dele. Somos humanos e não heróis, e nossos erros não devem nos impedir desfrutarmos da presença de Deus, nos movendo em fé em suas palavras, mas, infelizmente, sentimentos como a vergonha e culpa, medo, religiosidade, inferioridade, orgulho e também ansiedade têm feito pessoas desconsiderarem a presença e buscarem uma justiça própria, que só leva a frustração e sofrimento. No contexto da igreja, muitos têm se sobrecarregado fazendo muita coisa para Deus, e usando disso como desculpa para não estar com Ele, fugindo do confronto, dos ajustes necessários que todo relacionamento demanda, mas, talvez, ainda não entendam que maturidade precede a liberdade desejada.

“Mas você se desviou do seu primeiro amor- por quê? Afinal, o que está acontecendo com você? Tem alguma ideia de como você caiu? ‘Volte! Volte ao seu precioso primeiro amor. Não há tempo a perder, pois estou para remover a sua luz” (Apocalipse 2.3-5)

Primeiro amor relaciona-se com motivação certa e a motivação correta nos levará a ficarmos lá no secreto tempo suficiente para nos enchermos do Seu amor, anulando tudo que nos falta na sua presença. E é essa mesma justificativa que nos fará permanecer cheios do Espírito de Deus e, de fato, livres! A nossa liberdade em Cristo depende do que nos motiva por dentro.

Como Paulo em suas cartas compara o Corpo de Cristo ao corpo humano, podemos em analogia nos comparar individualmente às células, e é o cumprimento do propósito de cada uma delas, e nesse caso, o nosso, que faz com que o corpo seja saudável, tanto naturalmente quanto espiritualmente. Assim como as células precisam de ATP para funcionarem, nós precisamos nos dispor a nos abastecer e andar em Espírito, refletindo o amor de Deus, para que nós individualmente e como Igreja, funcionemos bem! A nossa fonte de energia está nos braços do Pai. Se você está bem agora, você carrega consigo poder para iluminar a escuridão pela falta de amor, por onde quer que passe. É crucial que estejamos com Ele! Ele nos aceita como somos e como estamos. Ansiedade, os nossos erros e vergonhas não têm o poder de nos impedir de estar com o Pai. Não desista de você! Perdoe-se e siga sua jornada para a liberdade! É lá que nos abastecemos para manifestar vida por onde passamos. Não corra o risco de ficar “no meio do caminho” sem o combustível da Palavra.

“Sempre que você olha para Deus, por meio de Jesus, Ele está amando você. E isto lhe faz correr para os seus braços”, Manassés Guerra.

Seja ousado para enxergar o caráter do Pai. Aprenda a seguir confiante nesse Amor. Ajuste sua motivação, afinal, para onde você irá se só ele tem o que você precisa?

FONTES: https://www.bbc.com/news/health-32434347

http://www.fundacionanacarolinadiezmahou.com/un-gen-que-ayuda-a-celulas-cansadas

1 Comentário

  • Amei a mensagem gostaria de receber por email mensagens e estudos amor estudar a palavra de Deus .Parabéns que o Senhor continue lhes abençoando.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!

Relacionados