Verbo FM

Rhema Indígena atraiu atenção no espaço de estandes

Cheios de objetos vindos do Pará, é uma das novidades da Reunião deste ano, vale a pena visitar e conferir essa visão.
Estande Rhema Indígena

O Verbo da Vida tem se expandido, e a Palavra da Fé chegou aos povos indígenas em 2024. Sim, o Rhema abriu a primeira turma para alcançá-los na Região Norte, especificamente no Pará. Pensando em divulgar ainda mais essa visão, a novidade da Reunião de Pastores e Diretorias 2024 é o estande do Rhema Indígena.

Scheilla Guimarães

Scheilla Guimarães, diretora do Rhema local, contou que os próprios alunos, quando souberam que iria ter esse estande exclusivo para eles, pegaram todos os produtos artesanais que produzem e enviaram para vender, por consignação, no evento. Aliás, todos os produtos artesanais do estande são obras-primas deles.

“Eles sabem que o projeto dentro dos povos indígenas é social, sem custos para eles e quiseram contribuir com isso. Ficamos surpresos e felizes com a confiança que depositaram em nós. Estamos ganhando o coração deles, que entregaram o que tem de melhor”, disse Scheilla.

No estande, uma equipe está a postos para atender aos participantes do evento com produtos vindo direto do Pará. Tem tanga, cocar, brinco, prendedor de cabelo, colar, caneca, camiseta, zarabatana, chaveiro, objetos de decoração com castanha do Pará e açaí, oleaginosas e frutas típicas da região.

Objetos feitos pelos alunos do Rhema Indígena

A aldeia Tokurykti, que fica a aproximadamente 50km da igreja local em Marabá, está em pleno funcionamento. A equipe se divide em 4 carros para chegar ao local do Rhema Indígena, que é uma das 33 aldeias da região.

A turma pioneira tem 37 matriculados até o momento e eles creem em mais alunos chegando até o término das matrículas. De fato, isso é uma grande conquista para eles!

Scheilla ainda acrescentou: “Estamos, por enquanto, em uma reserva. Para que pessoas de outras aldeias possam estudar conosco, precisam de transporte, e cremos que vai chegar. A segunda matéria vai continuar aberta e cremos em mais pessoas se matriculando. Outra coisa que temos feito para alcançar outras aldeias são as aulas demonstrativas. Temos visto resultados extraordinários. Eu acredito que em nenhum Rhema convencional, no último dia de aula, o professor ganhou um jabuti (risos)”.

Acompanhe esse lindo projeto no Instagram: @rhemaindigena

Para ofertas e doações, segue abaixo:

2 Comentários

  • Que maravilha !
    Sou paraense, natural de Belém, hoje moro em Taubaté e faço parte da Verbo Taubaté. Em minha casa tem alguns utensilios paraenses,vasos marajoaras e artigos indígenas. Glória a Deus!!
    Como digo, grandes chances de um paraense ter sangue indígena .
    Ministério Verbo da Vida vai e já está indo a todas as nações.

    Resposta
  • Que lindo 😍😍😍
    Ganhou um jaboti kkkkkkkk
    Genteeeeeeeee, isso é Extraordinário.
    Quando ficamos sabendo através do Apóstolo Guito Emery, em Goiânia no Rhema, no final de novembro na formatura que, o Rhema tinha adentrado nas aldeias indígenas, meu coração acelerou de tanta alegria. Pois sou uma descente indígena

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!