Entrevista: aluna da Escola de Missões fala sobre o seu chamado e o tempo de treinamento

Postado em
0

2015_entrevista_aluna_missoes_thais7Thaís Cruz, tem 19 anos, é natural de São Paulo e desde o início deste ano reside em Campina Grande-PB para estudar na Escola de Missões Rhema. Convicta do seu chamado para as nações, ela falou sobre como está sendo este tempo de preparação, do seu chamado e do impacto que a escola está causando em sua vida. Confira na entrevista abaixo:

Fale-nos um pouco de onde você veio? Há quanto tempo você conhece o Senhor? Qual sua igreja e quem é seu pastor?

2015_entrevista_aluna_missoes_thais3Sou Thaís Cruz, tenho 19 anos, nasci em Valinhos, mas bem pequena fui morar em Vinhedos interior de São Paulo. Ouvi falar do Senhor quando tinha seis anos de idade através da minha avó materna. Apesar da minha família ter uma influência muito grande de outra religião, minha avó me levava para a igreja evangélica para participar das Escolas Bíblicas de Férias e outros eventos. Acredito que a semente já estava sendo plantada em mim. Aos treze anos mudei de casa, foi quando fui convidada por meus novos vizinhos para ir à igreja que hoje congrego. Fui atraída por meio do grupo de dança da igreja. Sempre gostei de dançar e por ter um grupo acabei me identificado. O líder do grupo era esse vizinho, eles faziam evangelismo. Comecei a ir com eles, até que decidi permanecer lá, pois era o que eu queria. Hoje, faço parte dessa igreja, a Batista Shalom, meu pastor é Cláudio Possati.

2015_entrevista_aluna_missoes_thais6Como você conheceu o Rhema?

Na minha cidade não tem o Centro de Treinamento Bíblico Rhema ainda, mas tem em Campinas, como tinha contato com a Igreja lá,eu fui e cursei o Rhema.

Como descobriu que Deus havia lhe comissionado para Missões?

Logo que me converti, tive um amor muito grande por vidas. E orando, buscando ao Senhor, escutando ministrações fui descobrindo para o que Ele tinha me chamado. Li o livro do irmão Hagin que falava sobre isso, me ajudou muito. Deus me falou que confiaria nações em minha mãos.

2015_entrevista_aluna_missoes_thais4Conte-nos um pouco sobre como foi deixar a sua cidade, família e amigos para vir à Campina Grande e como foi a sua adaptação?

Foi bem tranquilo, porque eu sabia que era a vontade de Deus, e desejava muito estar aqui. Porém, minha família e amigos sentiram muito. No início, minha mãe não queria que eu viesse, porque nunca ficamos distante, mas agora está tudo bem. Claro, sinto falto da minha família, minha igreja local, mas Deus ministrava para mim dizendo que me daria amigos. Tenho me adaptado bem à cidade, não senti muito choque cultural, eu acho o sotaque muito legal e adaptei-me facilmente ao clima da cidade.

Qual sua visão em relação a missões? Já tem algum lugar específico no coração?

Missões é algo muito amplo e começa onde nós estamos. Minha visão é que Deus sabe exatamente quem deve ir e quem deve ficar, tanto um como outro são missionários. Tenho a Rússia no coração, Deus me confirmou pelo testemunho interior e através de um professor do Rhema.

2015_entrevista_aluna_missoes_thais5Como ouviu falar da Escola de Missões Rhema pela primeira vez?

Eu estava no primeiro ano do Rhema quando um professor falou da escola a primeira vez. Eu não tinha interesse porque estava ainda começando a descobrir o meu chamado, mas em Julho de 2014 comecei a pesquisar mais sobre a Escola de Missões.

O  que tem aprendido nesse tempo na Escola de Missões?

Tem sido um tempo maravilhoso! A cada aula tenho mais convicção que estou no lugar certo, as matérias têm me esticado muito, me feito correr, é perceptível as mudanças em minha vida e dou glória a Deus por ver que avancei muito. A Escola forma pessoas, somos tratados no espírito, alma e corpo. Estou rompendo no meus sentimentos, desenvolvendo um preparo físico e aprendendo a equilibrar todas as coisas.

2015_entrevista_aluna_missoes_thais2Você recomendaria outros missionários a estudarem na escola?

Com certeza, fomos chamados para mudar a eternidade das pessoas, “tempo de preparação não é tempo perdido”. A Escola tem transformado minha vida e acredito que vai transformar de cada pessoa que passar na escola. Eu indico para todos os missionários que possam vir fazer a Escola de Missões.

Deixe uma mensagem para aqueles que tem um chamado para missões.

Você que já entendeu aquilo que Deus quer que você faça, não perca tempo para atuar. Claro, antes de fazermos as coisas para Deus precisamos de preparo. Por isso, indico a Escola. É fundamental o treinamento. É bem melhor trabalhar bem a base para que não precisemos voltar quando estivermos no campo. Fique pronto e seja rápido em obedecer aos comando de Deus.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA