Família Bueno relata boas novas sobre o visto

Postado em
0

Edenilson e Lilian Bueno são missionários residentes na Inglaterra, juntamente com os seus filhos.

Recentemente, eles enfrentaram com muitas dificuldades o processo de requisição do visto permanente, mas , agora, contam os testemunhos poderosos da ação do poder de Deus concedendo-os favor e graça. Saiba mais lendo a carta abaixo enviada por eles:

A Paz meus irmãos em Cristo,

Queremos agradecer-lhes imensamente pela grande benção que recebemos de vocês este mês de agosto. A generosidade de vocês com certeza chegaram como aroma suave as narinas do nosso Deus.

Estivemos sob uma pressão que nos fez pensar em voltarmos ao Brasil. Estamos neste processo de visto permanente há quase três anos. A primeira fase é com o Home Office(órgão de imigração da Inglaterra) como eles negaram  apelamos  ao juiz,  foi um dia muito duro para nós, dia em que a família toda esteve face a face com a juíza, que também negou.

Fomos a outra corte que nem sequer  quis nos ver e, por fim a corte maior, que em Junho enviou uma carta para nossa advogada dizendo que não tinha nenhuma lei no país ou circunstância familiar que eles poderiam admitir a necessidade de ficarmos no país, não levaram em conta a vida escolar das crianças e a dificuldade que teriam com a língua se tivessem que retornar ao Brasil. Tudo isso foi para nós muito desgaste emocional e muito dinheiro jogado fora. Mas, este é o preço que pagamos por decidir obedecer e conquistar o reino de Deus para um povo que deve ter sofrido muito mais quando chegaram ao Brasil em um tempo muito difícil, tempo que não havia qualquer estrutura para se viver.

Enquanto tudo isso acontecia o Senhor foi renovando as nossas esperanças, pois muitos alunos vieram e foram miraculosamente transformados pela Palavra e nos rogavam que os ajudassem a encontrar o propósito de Deus para as suas vidas. Por amor a muitos que já passaram por nós para serem treinados nunca desistimos ou olhamos para trás. Tambem ja tivemos a oportunidade de enviar alguns missionários ao campo (missionários brasileiros e de outras nações de fala portuguesa) e isto sempre nos anima a continuar.

Eu, Lilian, comecei em particular a me preparar mentalmente e emocionalmente para deixar o país. Orei a Deus que nos desse uma direção para onde ir e com quem deixar a escola, que está com 40 alunos. Foi nessa mesma semana que nossa advogada me ligou e disse toda feliz: “Lilian a lei mudou a seu favor!”. Ela nos explicou que havia uma lei, “A lei dos 7 anos”, que diz que se uma criança está no país por 7 anos ela tem o direito de ficar por causa da vida escolar e a língua, mas há 4 anos essa lei foi anulada pelo Home Office, mas por causa de uma criança indiana houve uma discussão muito grande que envolveu juizes e advogados e essa lei retornou com uma cláusula a mais, que diz que se a criança está há 7 anos no país e isso representa mais da metade da sua vida a lei deve ser aplicada em seu favor e este é exatamente o caso de Renale que acabou de completar 7 anos no país em Julho e ela chegou ao país com 6 anos de idade.

O Senhor mudou a lei de um país para que a vontade dEle seja feita, não há impossíveis para Deus!

Todos estes anos estivemos trabalhando aqui com sustento próprio. O Edenilson trabalha com reforma de casas no bairro em que moramos, a empresa é de um amigo nosso que sempre nos ajudou desde que chegamos aqui. Eu, Lilian, trabalhei muito como faxineira nas casas de inglesas meio período e estudava à tarde, pois eu e que tinha visto de estudante que nos dava direito de ficar no país. No segundo ano (Marco/2006) iniciamos a escola e então tínhamos também a despesa do aluguel da sala e as passagens dos professores que vinham ensinar, 2006 e 2007 chegamos a comprar 15 tickets de avião. Como? Nao sei, porque o Senhor sempre proveu, sempre tínhamos para nós e para outros.

Buscar o Reino e estas coisas nos serão acrescentadas foi o que sempre experimentamos com Jeus aqui. Mas, por uma razão que não pudemos entender na época, nós não tínhamos o dinheiro para pagar esta aplicação para o visto. Foi quando começamos a receber os emails com os comprovantes de depósito, ficamos imensamente emocionados em ver como Deus estava agindo e, o Espírito de Deus me mostrou que a sua vontade era que o Ministerio Verbo da Vida estisse envolvido neste projeto e fosse abençoado por ele, e esta foi a maneira que Ele fez acontecer. Por esta razao estou escrevendo este email contando um pouco da nossa história e assim compartilhar com vocês as coisas que o Senhor tem feito para que a Sua vontade e os Seus planos não sejam frustrados.

Deus e fiel com sua Palavra ele disse que o que homem plantar isso e o que ele vai colher. Vocês plantaram não em nossa necessidade, mas em um projeto que é de Deus, vocês agora estão envolvidos nisso e serão muito abençoados, estamos compartilhando galardão e recompensas no céu e aqui na Terra. Aprendi que Deus não fica devendo nada a ninguém, glórias ao Seu nome!

Mas ainda não acabou! Temos que orar para que o Home Office nos dê uma resposta afirmativa para não precisarmos apelar ao juiz, o que seria mais caro e mais desgaste emocional. Sei que o Senhor está do nosso lado e Ele está agindo e lutando por nós, e a oração de vocês é muito importante.

O nosso muito obrigado.

Juntos nós podemos muito mais!

Amamos vocês!

Edenilson, Lilian, Ryan, Rick e Renale.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA