Eva Queiroz, missionária que está em Londres, mandou notícias! Confira!

Postado em
1

O ano começou e nos alegramos por saber que os nossos missionários seguem firmes cumprindo os propósito de Deus nas nações. Hoje, temos notícias da missionária Eva Queiroz, que está desenvolvendo as suas atividades em Londres. Abaixo, seguem as informações mais recentes compartilhadas por ela! 

É com o meu coração cheio de honra e gratidão que compartilho com vocês o que tenho vivenciado em Londres, onde cheguei no dia 18 de junho de 2019. Fui a convite dos supervisores da Europa Gleison e Marina Cabral e morei com eles por um ano e um mês. Morar com a família Cabral foi um dos melhores presentes que Deus me deu. Em julho de 2020, eles se mudaram para Portugal e eu tinha duas escolhas: acompanhá-los ou permanecer em Londres. Escolhi ficar em Londres, para continuar com o propósito pelo o qual Deus me trouxe até aqui. 

Continuei servindo na Word Of Life Church, nos Departamentos de manutenção antes e depois dos cultos, Igreja de Crianças, Secretaria de Missões, Evangelismo, Diaconato, Lifegroup em português e, também, liderei o Departamento de Jovens por um ano e quatro meses. Eu sempre gostei de servir nos bastidores e peço, em minhas orações, que isso nunca mude em meu coração. Não importa onde eu estiver, sei que servir pessoas é servir a Deus.

Em agosto de 2020, o pastor Jourdel me convidou para liderar os jovens da igreja. Aceitei o convite e depois me bateu um desespero: meu Deus, como é que vou liderar os jovens se o meu inglês ainda não esta bom? Lembro-me como se fosse hoje que, no primeiro Lifegroup, anotei tudo que eu ia falar: até minha respiração! Mas, mesmo assim, não consegui transmitir o que estava no meu coração para eles. Ao término daquela reunião, comecei a chorar e disse: Senhor, me ajude a aprender esse idioma, pois não adianta eu estar aqui se não consigo falar o que quero. A cada mês que passava, fui perdendo a timidez e comecei a fluir naturalmente. Quando eu menos esperava, já estava conversando e rindo com os jovens na maior naturalidade.

O primeiro contato direto que tive com um nativo foi quando me voluntariei para trabalhar em uma charity (loja que funciona 100% de doações). Lá, eu trabalhei por duas ou três vezes na semana com uma senhora inglesa de mais ou menos 70 anos. Nessa loja, ela me treinou para fazer tudo. Após três meses de trabalho, ela me colocou para trabalhar no caixa e, em consequência disso, pude ter contato direto com mais pessoas e, assim, desenvolver relacionamentos.

Minha última semana em Londres foi muito especial, cheia de surpresas e de presentes inesperados de Deus. Na casa em que eu cuidava de duas crianças inglesas, quando anunciei que iria embora, as crianças choraram muito e eu também. Até os pais se emocionaram. Naquele momento, a família falou o quanto gostava de mim e queriam manter contato comigo. Chorei de ficar com o rosto inchado ao sair de lá, porque Deus tinha realizado o desejo de meu coração de trabalhar com crianças inglesas. E o melhor é saber que deixei neles não somente a marca de Eva, mas, sim, a de Jesus, através de meu trabalho. No meu último dia na igreja, quando o pastor me chamou para orar por mim, ao subir naquele púlpito, vi quase toda a igreja chorando. Foi um momento muito emocionante e marcante para mim.

Após aquele momento não parei de receber mensagens, cada uma mais linda que a outra. Senti-me muito honrada e amada, principalmente quando vi as mensagens dos ingleses. Em Londres, eu fiz bons amigos para sempre e deixei a marca de Jesus nas pessoas.

Agora, estou indo para Portugal. Depois, retornarei ao Brasil para renovar meu visto e seguir a minha jornada missionária. Estou muito feliz em terminar esta estação, e estou me preparando para viver uma nova. Sei que, por onde eu for, a luz do Senhor brilhará no meu caminho e que todos os planos que Ele tem para mim se realizarão.

“Tudo que planejares realizar dará certo, e a luz brilhará constantemente em seus caminhos” (Jó 22.28).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA