Rhema em Guaratinguetá-SP, turma 2015 concluiu com honra e gratidão aos mestres

Postado em
0

DSC_7502Aconteceu na última sexta, 11, a formatura do Centro de treinamento Bíblico Rhema em Guaratinguetá, São Paulo. O evento foi realizado na Igreja Evangélica Verbo da Vida Guaratinguetá.

Após dois anos de aprendizado e dedicação, chegou o tempo da celebração, o encerramento de uma etapa de crescimento e o início de um novo tempo para os 104 que não desistiram no meio do caminho, mas enfrentaram os desafios e venceram um a um.

Grandes expectativas cercaram o momento em que os mestres de cerimônia Pr. Rodrigo Vance e sua esposa Marcia Vance deram início à formatura e chamaram para compor a mesa os supervisores da Igreja Verbo da Vida na região sudeste, Amauri Almeida e Marizete Garcia, a diretora do Rhema Guaratinguetá Sandra Monteiro, o Pastor José Roberto Monteiro e o professor Carlos Eduardo Santos de Oliveira. Compondo a tribuna de honra estavam Georgia Rodrigues, Fabíola Brito Veloso da Silveira, Guilherme Ardilles e o vereador Márcio Almeida.

Deu-se a entrada das bandeiras e um a um os formandos foram tomando seus lugares para a execução do hino Nacional. E após o período de louvor com a banda da Igreja Verbo da Vida local, os presentes ouviram o pronunciamento da Paraninfa Marizete Garcia aos 104 “nobres revolucionários”, como ela os chamou.

Revolucionário é aquele que se caracteriza pela coragem de inovar, pela possibilidade de mudar padrões pré-estabelecidos e incluir novos conceitos, é favorável a transformações radicais e tem originalidade. Por esse motivo, baseada no texto de Atos 17.6b, que diz “Estes que têm alvoroçado o mundo, chegaram também aqui”, Marizete atribuiu aos formandos esta alcunha. Pessoas capazes e habilitadas a fazer constantes inovações, pois deixaram de ser comuns para tornarem-se extraordinários, diferenciando-se de uma geração corrupta ao abraçar e defender a verdade, a causa de Cristo e a fé inabalável.

O treinamento os tornou aptos a mudar pessoas, povos, tribos e nações, uma vez que creem na Palavra e no Espírito da Palavra. Pessoas comuns aptas a realizar fatos incomuns, vendo o mundo com os olhos de Deus, olhando sempre para o alto e nunca para trás.

A paraninfa lembrou aos presentes que Jesus e todos quantos fizeram do Reino de Deus a sua vida, tornaram-se revolucionários. Há campos brancos esperando pelos trabalhadores da última hora. E todos que não têm a sua vida por preciosa e disponibilizam-se a realizar milagres extraordinários farão a diferença nessa geração, quando decidirem não se corromper.

Encerrando, Marizete foi seguida pelo orador da turma, Marcos Henrique Esmeria Reinaldet que abriu seu discurso dizendo aos formandos que eles são a luz do mundo e o mundo tem necessidade da luz que deles emana. Haverá ocasiões em que eles encontrarão uma bifurcação: de um lado a vontade de Deus e do outro lado, a vontade própria de cada um. E baseando-se na parábola da candeia, em que o ser humano é comparado a ela por Jesus, explicou aos formandos que, aquele instrumento de barro, possui óleo dentro e fogo sobre e, portanto representa o homem em sua plenitude e funcionamento adequados. Posto este fundamento, levantou o questionamento: Até quando? Até quando conseguirão permanecer com a chama acesa?

DSC_7326Encerrou seu discurso dizendo a todos que para que essa chama jamais se apague será necessário sempre lembrar quem somos e o que fomos criados para ser. O oleiro desceu do céu para que cada candeia fosse confeccionada a fim de levar luz ao mundo que ele tanto ama.

Agora é com cada graduado a responsabilidade de fazer cumprir em sua vida e ao seu redor os preciosos ensinamentos recebidos durante este tempo. E, como eles mesmos cantaram, inspirados pela canção de Eliezer Rodrigues: “Nada vai nos parar!”.

A solenidade foi encerrada com muita alegria e gratidão pela celebração do conhecimento na vida de centenas de pessoas.

Veja fotos:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA