O que dizer da música – Parte II

Postado em
0


Thaise Farias
Ministra de música dos Jovens Mais de Deus Zona Sul – Campina Grande, PB

“Louvem o nome do SENHOR, pois só o seu nome é exaltado; a sua glória estásobre a terra e o céu”. (Salmos 148.13)

 A música é uma declaração de amor ao Rei, é um meio que nos leva a uma maior intimidade com Ele. Deve vir de uma inspiração e não de pensamentos humanos. A música não se faz, ela nasce! Nós, que aspiramos ser ou somos compositores, não devemos forçar uma canção, devemos dar à luza ela, concebê-la por meio da inspiração do Espirito Santo de Deus.

Ao vermos cantores e instrumentistas seculares, muitas vezes o pensamento que vem a nossa mente é que aquilo é coisa do diabo, não é? Mas não é verdade. A música é divina, é um dom de Deus que está depositado nos homens e na criação. Sim, na criação. Ou você acha que Ele necessitaria de homens e instrumentos feitos por homens para adorá-lo? Certamente que não. O som das constelações e das baleias forma uma harmonia indescritível (Salmos 148.3,7)!

Devemos nos sentir honrados por ter o privilégio de cantar ao Senhor, de produzir sons para Ele, somente para Ele! Não podemos fazer isso de maneira leviana ou inconscientes da tamanha responsabilidade que está em nossas mãos. Ele nos concedeu dons! E por que não devolvê-los a Ele em aroma agradável, destreza de mãos e inteireza de coração?

A música pode estar sendo usada de uma maneira errada por algumas pessoas, mas ela não pertence ao diabo, nunca pertenceu. A ele foi dada a posição de ser um ministro de música no Céu, mas ele perdeu esse lugar para nós! Há háhá! Desde então, Satanás tem tentado perverter o coração dos homens para receber o que um dia foi tirado dele. Mas nós, que decidimos por honrar ao Senhor em todas as áreas, não iremos entrar em seu jogo! Permaneceremos santos e irrepreensíveis como obreiros aprovados diante do Senhor!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA