Verbo FM

A Palavra da Fé chegou aos povos indígenas!

O Rhema funciona na aldeia sob a supervisão da Igreja em Marabá (PA).

A grandiosidade da Floresta é proporcional ao desafio de levar o Evangelho a um povo não alcançado. Assim como na mata fechada temos desafios para encontrar o caminho correto, o coração do indígena também precisa de criatividade para ser acessado.

Os membros da congregação local viajam mais de 50 quilômetros dispostos a cumprir a visão que outrora fora compartilhada. O trajeto até a aldeia é uma sinfonia de cores, com o sol dourando o cenário de um verde profundo. À medida que se afastam da agitação da cidade, se deparam com o som dos riachos e o canto dos pássaros, uma melodia da natureza. 

O ar, agora com o cheiro da terra, anuncia a aproximação da aldeia, onde o ritmo de vida tranquilo espera para envolver quem está chegando. Na aldeia Tokurykti, uma transformação sutil começou a desabrochar, o povo percebeu que algo diferente havia se aproximado do povoado, o indígena logo bradou: Īnxū jarkwa me i kwy wyr kator – a Palavra da Fé chegou aos povos indígenas! 

IDE E PREGAI

“E disse-lhes: ‘Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15). O referido mandamento entregue por Jesus encontra algumas barreiras. Vivemos em uma era marcada pela abundância de informações, na qual o compartilhamento de conhecimento é parte do nosso dia a dia. É difícil imaginar que, mesmo com um único clique, algumas pessoas ainda não tiveram a oportunidade de conhecer o Evangelho de Jesus Cristo. 


A falta de conhecimento esconde corações que nunca foram tocados pelas palavras do Evangelho, como páginas em branco esperando para serem preenchidas. De acordo com a Editora Ultimato, no Brasil, existem 344 etnias indígenas que se expressam através de 181 línguas distintas. Entre essas, 164 etnias são consideradas não alcançadas, e 99 delas permanecem sem qualquer envolvimento da igreja.

No entanto, a convicção de que Deus está prestes a desencadear prodígios para o povo indigena não foge aos olhos dos líderes da Igreja Verbo da Vida e do Centro de Treinamento Bíblico Rhema em Marabá (PA). O pastor Leonildo e Scheilla Azevedo, desde 2015, após receberem um chamado divino para a cidade, não entendiam de que forma a Palavra revelada iria chegar ao povo indígena.

Em 2015, quando surgiu a oportunidade de conhecermos Marabá, não tínhamos a noção de que aqui era uma cidade bastante povoada por indígenas e, quando percebemos isso, ‘saltou’ no nosso coração o desejo de levar a Palavra Revelada para as nossas comunidades“, ressaltou Scheilla. 

Ela conta que sempre manteve um forte vínculo com os povos indígenas, especialmente pelo chamado da parte de Deus que vibrava em seu coração. Ao longo do tempo, dedicou-se a trabalhar com eles, organizando jantares de Natal e eventos especiais para as crianças, fortalecendo os laços entre a igreja local e as aldeias indígenas.

Essa interação inclui momentos culturais, eventos para mulheres e colaborações contínuas. A igreja demonstra um apoio consistente, unindo-se aos indígenas em oração e contribuições voluntárias. O envolvimento é recíproco, com a comunidade sempre conectada ao propósito e projeto, doando-se de forma voluntária e participativa. Essa parceria é fundamental e sempre positiva.

Scheilla conta que eles conhecem um Evangelho baseado em práticas religiosas, sem entender sobre as Boas Novas. “Eles não conhecem a parte que Jesus veio para que eles tenham vida, e é esta a proposta do Rhema Indígena, trazer exatamente as Boas Notícias de um Jesus que cura, que liberta!“, destacou. 

Além de ações de assistência social e programações culturais, era necessário que os membros da igreja levassem o verdadeiro motivo de festa: a Palavra Revelada. Os indígenas perceberam que havia algo diferente no discurso proferido e, assim, voltaram o coração e ouvidos para receber as palavras cheias de vida. 

O RHEMA NA ALDEIA

O Rhema Indígena sempre foi motivo das nossas orações e ver isso se tornando realidade me leva a uma única conclusão: só pode ter sido Deus!“, destacou Isaac Guimarães, colaborador do Ministério Verbo da Vida.  

Ao visitar as aldeias, deparam-se com desafios como depressão, angústia, suicídio e a influência da homossexualidade na cultura indígena, trazendo muitos problemas para eles. O Rhema chega na hora certa para destruir as obras do diabo! 

É visível que todos estão com muitas expectativas e seus corações transbordam de alegria. A primeira matéria ensinada é Fundamentos da Fé, ministrada pela própria professora Scheilla Kelly. Ela destaca que ensinar tal matéria é um privilégio indescritível, e que se sente como alguém que está vivendo um sonho. 

Ser a primeira professora desse projeto pioneiro é verdadeiramente um privilégio. Ver a Palavra da Fé chegando aos povos indígenas, enche o nosso coração de alegria e trazer o Evangelho de Boas Notícias para eles é extraordinário“, destacou. 

FUNCIONAMENTO DO RHEMA INDÍGENA

O Centro de Treinamento Bíblico Rhema funciona na aldeia sob a supervisão da Igreja Verbo da Vida em Marabá, que oferecerá todo o suporte necessário para que a nova turma possa concluir esse tempo de treinamento. 

A unidade está funcionando com a mesma grade curricular convencional já regulamentada; as aulas ocorrem nas segundas, terças e quintas de cada semana. O quadro de professores é composto por ministros do Verbo da Vida, com consentimento da Coordenação das Escolas Rhema. 

Atualmente, a unidade conta com 12 alunos e a expectativa é de que, até a conclusão da primeira matéria, ela alcance muitos outros indígenas. 

Como o Rhema vai funcionar?

  • Grade curricular convencional com 24 matérias;
  • As aulas serão lecionadas por ministros do Verbo da Vida;
  • A modalidade da unidade será a de sala avançada, em que a Escola tem um viés inclusivo, sem custo para o aluno;
  • As aulas acontecem nas segundas, terças e quintas, às 19h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!

Relacionados