1

Meu nome é Guilherme Ardilles. O meu nome é em homenagem a um jogador argentino que meu pai sempre foi fã. Vou fazer 33 anos em Agosto. Sou de Caruaru, mas morei parte da minha vida em João Pessoa, meu pai e a família dele são de lá. Fiz faculdade lá também. Comecei Engenharia de Produção mas não terminei, depois fiz Engenharia Civil e percebi que amo fotografar. E acabei descobrindo o meu chamado como algo primordial na minha vida, algo que eu faço por amor, sem esperar ter nada em trocar, o que eu realmente amo fazer.

2

Minha infância foi grande parte em João Pessoa, depois voltei para Caruaru, e foi nesse vai e vem que eu conheci a Igreja Verbo da Vida em Caruaru, em 2005. Sempre tive aquele desejo de sair de casa, de sair e desenvolver a minha vida, até que eu descobri o meu chamado. Viajar sempre fez parte da minha vida.

Eu tenho 3 irmãos. Jonatas e Carol, e um por parte de pai, Diego. Graças a Deus todos os meus irmãos servem a Deus, freqüentam a igreja. A primeira pessoa que anunciou Jesus para mim foi o meu irmão do meio, Jonatas, mas eu não dei ouvidos. Eu sempre fui contra a religião, era muito crítico, sempre procurei coisas contra a religião, mas não encontrando a religião acabei encontrando a Cristo. E aquilo que eu fazia contra o evangelho, passei a fazer a favor dele.

3

A minha infância foi muito boa junto com meus irmãos. Nuca fui aquele menino de jogar bola na rua, até fazia mas não com freqüência. Não sei empinar pipa. Não sei andar de carrinho de rolimã. Não sei brincar de barra bandeira (em algumas cidades pique bandeirinha), não sei de nada disso. Minha infância foi assistindo o desenho animado Doug Fannie, comendo o biscoito Passatempo e tomando Yakult.

Eu sempre gostei de estudar. Acho que todo mundo é inteligente, você só precisa exercitar e descobrir em qual área a sua inteligência aflora. Sempre gostei de ler. Nunca fui uma pessoa que simplesmente aceitava a opinião de alguém, eu ouvia e ia conferir as informações que recebi para saber se era aquilo mesmo. E foi assim com Deus, foi assim com o Rhema, e hoje com convicção eu transmito aquilo que recebi.

Mas, eu não fui uma criança triste, mas também não fui uma criança que jogou bola na rua, eu era muito tímido. Sofri bullying porque sempre fui gordinho. Hoje, a minha timidez eu disfarço com o meu jeito brincalhão de ser. Eu sou muito quieto, tanto que chego em casa e minha esposa nem sabe que eu cheguei. Então, pra esconder o meu lado tímido, eu brinco, sou palhaço. Eu brinco feito uma criança, gosto disso.

4Quando adolescente eu amava ouvir rock. Ainda sou roqueiro, mas agora pra Jesus, ainda curto muito rock. Sou músico. Eu me envolvi com a música desde cedo. Minha mãe canta, toca violão e ensinou a gente, então desde criança eu e meus irmãos somos envolvidos com a música. Sempre toquei em bandas. E quando cristão, tenho o projeto de gravar CD’s. Comecei a gravar um CD com o Pr Eliezer Rodrigues, a gente gravou uma música mas eu creio que a segunda vai chegar. Hoje, o propósito real da minha vida é a Missão Uruguai, é o primeiro plano. E a música vai vir, vai chegar a sua hora.

5

A gente começou a trabalhar muito cedo. Com 8 a 10 anos, eu e meus irmãos começamos a ajudar meu pai na empresa dele. Por muito tempo meu pai abençoou as viagens que eu fiz pra as nações, bancando mesmo.

Meu irmão Diego, é do outro relacionamento do meu pai. Ele não tem mais a mãe, mas a gente se dá muito bem, ele se dá muito bem com a minha família. Eu e ele moramos junto por um tempo. Ele foi pai recentemente. Meu irmão Jonatas é muito parecido comigo em relação a trabalho. E minha irmã é muito estudiosa, ela é farmacêutica e tem o sonho de fazer medicina, quer se médica e missionária. Nós somos irmãos, mas esquecemos que temos 30, 26 e 28 anos, a gente é muito unido, temos ainda brincadeira de criança uns com os outros, parece que a gente congelou a infância e vivemos isso até hoje. Eles também tocam violão e cantam. Eu toco um pouquinho de cada coisa.

6

Minha mãe gosta muito de artes. Pinta. É contadora, pedagoga. Meu pai, sempre foi empresário. Meu pai não foi tão presente o quanto deveria devido aos negócios. Inclusive quando criança, quem tomava conta da gente era um senhor, chamado Alexandre, ele falava espanhol e isso me influenciou a aprender a língua espanhola quando criança. Nos últimos anos a empresa do meu pai faliu, foi uma fase difícil, agora a empresa se reergueu, graças a Deus, ele está em outro ramo.

O que resume a minha família é trabalho. Sempre aprendi que temos que correr atrás daquilo que a gente quer. Creio também que nem tudo o que vamos ter na vida vai ser fácil, mas vai ser possível. Não existe como usufruir de algo sem você pagar o preço por isso. Eu costumo dizer uma coisa: quer ter sucesso na vida, então acorde cedo, trabalhe, dedique-se à sua família, pratique esporte, e acima de tudo ame a Deus. Foi essa a mensagem que a minha família me ensinou.

7

Antes de eu conhecer Tamirys, Deus falou comigo que eu ia conhecê-la. Estava solteiro a um tempo já. Estava planejando morar em Belo Horizonte, ainda passei um tempo lá, quando voltei um amigo meu me ligou pra gente sair, quando eu estava me arrumando pra sair ouvi uma voz dizendo para eu me arrumar porque ia conhecer uma pessoa especial. Aí eu conheci a Tamirys Na igreja Verbo da Vida em Caruaru, depois que eu a conheci a gente ficou logo amigo, conversando todo dia. Com dois meses a gente começou a namorar.

Depois isso, Deus falou comigo para ir morar em São Paulo. Então, todo o nosso período de namoro foi à distância. Tamirys é meu equilíbrio. Ela é muito comunicativa. Nesse tempo de preparação da missão Uruguai, ela ficou só na igreja, eu estava viajando sempre. E ela foi um grande suporte pra mim. Sem ela eu não chegaria aonde eu cheguei. Ela é uma base grande para o meu ministério, depois que eu casei com ela as coisas mudaram muito, amadureci muito em muitas áreas.

8

Eu sempre tive o sonho de gravar um CD. Sempre tive o sonho de passar natal em Nova York, eu queria aquele cenário do filme “Esqueceram de Mim” (risos). Eu sei que no fim do meu chamado eu vou estar lá. Eu não tenho sonhos específicos, o meu sonho maior é o que eu estou fazendo hoje, indo às nações, e já comecei a realizar.

9

O que me deixa feliz, deixa todo mundo feliz, que é comer sushi! Brincadeira, mas o momento que eu sou mais feliz é quando faço as pessoas rirem, e estar em comunhão, eu não gosto de estar só.

O que me deixa triste é quando alguém não é sincero comigo. Eu prefiro que alguém bata na minha cara do que ela não ser sincera comigo. Mas, eu ainda relevo, eu sou uma pessoa muito simples. A gente sempre vai esperar das pessoas o que você é, eu sou uma pessoa bondosa, então vou esperar das pessoas que elas sejam assim.

10

Eu sou um admirador do Silvio Santos. Ele é uma pessoa que tem muitos recursos, mas não nega de onde veio, e não é intocável porque tem tudo o que tem. Mas, eu tenho muitos referenciais na minha vida. Pr Isaac e Sayonara me ajudaram muito no meu início. O Pr Eliezer Rodrigues foi uma pessoa que envolveu a vida dele para me ajudar. Guto é o presidente do ministério hoje, mas eu sempre fui um grande admirador dele, ele é uma grande referência para a minha vida. Eu tenho uma gratidão muito grande por cada um deles.

11

Eu amo correr. Sempre fui muito gordinho, depois Deus falou comigo para corrigir a minha vida nas 3 dimensões, corpo, alma e espírito. Então, eu cuidei do meu corpo, emagreci 60Kg. Gosto muito de ficar em casa, sou muito caseiro. Gosto de ver um filme. Gosto muito de ler. Sou muito simples, qualquer coisa pra mim está bom. Quando vamos receber uma pessoa em casa, eu vou comprar algo novo, seja uma toalha, lençol, gosto disso. Todo mundo que a gente hospeda em casa, colocamos alguns mimos no quarto e, todo mundo acha que é Tamirys que faz isso, mas sou eu.

Eu sou alguém que é focado quando tem um objetivo, eu sou determinado. Eu sou muito perfeccionista. Sou muito fácil de fazer amizade.

12

Eu sei que o Uruguai vai experimentar o que temos vivido no Brasil, esse avivamento. Eu quero ser a voz que leva a Palavra e não quero fazer nada sozinho, quanto mais pessoas quiserem nos ajudar será melhor. E a obra vai sendo feita. O Uruguai é o início do meu sonho realizando, fazendo o meu negócio que é falar de Jesus. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA