Há um bom tempo, esses cantores investem os seus dons no ministério de socorros em suas igrejas locais. Atualmente, eles decidiram ingressar em um treinamento a fim de serem aperfeiçoados para tal tarefa e ainda se tornarem cristãos mais experimentados na Palavra. Pois é, a Escola de Ministros Rhema (EMR) também treina aqueles que atuam na área da música. Por essa razão, reunimos cinco dos alunos que estão provando essa experiência na pele, ou melhor, no “gogó”.

Nesta terceira matéria da série comemorativa pelos 20 anos da EMR, você vai descobrir como a música está inserida nesse contexto. Curiosamente, a turma de 2021 é uma das que mais possuem músicos em curso. O que os atraiu à Escola? Como ela impacta em seus chamados? Quais os desafios de um músico neste período? Confira a seguir:

 O START PARA ESTA ESTAÇÃO 

Ravi Guedes é líder de uma equipe de evangelismo dos Jovens e faz parte do grupo de música na Igreja Verbo da Vida Sede, em Campina Grande (PB).

Ele também é universitário e afirmou que cursar a Escola de Ministros tem sido desafiador, por precisar conciliar com as muitas atividades dessa fase.

No entanto, Ravi garante que entrou na Escola em 2021, por direção de Deus, a Sua graça tem o assistido em cada detalhe.

Para Ana Paula, que liderou o Departamento de Música da sua igreja local por quatro anos, este também tem sido um tempo intenso. Ela é de Porto Alegre (RS) e nunca tinha morado fora, mas já há 2 anos havia uma inspiração divina confirmando que era tempo dela deixar suas raízes.

No ano passado, o seu destino ficou ainda mais claro. A direção foi para vir a Campina Grande cursar a EMR. Ao chegar, estar longe de familiares e amigos foi o mais difícil; porém, cada vez mais Deus tem lhe revelado o Seu grande propósito. Segundo a cantora, a Escola de Ministros tem gerado um grande crescimento.

Antes de cursar o Centro de Treinamento Bíblico Rhema, Emelly Alves não tinha o objetivo de cursar a EMR ainda. Contudo, em seu primeiro dia de aula, ela teve um sonho dado por Deus, que lhe revelou claramente que deveria se matricular assim que concluísse o Rhema.

Foi o que aconteceu. Emelly está cursando a Escola e se sente no centro da vontade de Deus. Ela é ministra de música no Departamento dos Jovens da Igreja Sede e compartilha que os ensinamentos da Palavra têm a fortalecido para permanecer cada vez mais firme no propósito, o que tem sido essencial para esta estação na carreira musical e como universitária. 

Tatiane Santiago congrega no Verbo da Vida da Zona Norte, em Recife (PE), onde também serve nos Jovens, como cantora. Assim que começou a frequentar a igreja, ela recebeu uma instrução de Deus para cursar o Rhema e a Escola de Ministros.

Toda semana, ela viaja de Recife para Campina para assistir às aulas. Tatiane destaca que o aprendizado do ano tem sido depender ainda mais da direção de Deus. 

Marcos Oliveira é de Manaus (AM) e, desde quando iniciou o curso no Rhema em Campina Grande, existia uma convicção em seu coração de que logo estudaria na EMR. Ele e a sua esposa congregam na igreja de Queimadas (PB), localizada há poucos quilômetros de Campina.

Lá, Marcos lidera o grupo de música e o que tem vivido na Escola de Ministros tem capacitado ele ainda mais para essa responsabilidade. Para o músico, o seu maior aprendizado neste ano tem sido obedecer a Deus, independente de no que seja.

 UM TREINAMENTO INTENSO 

Desde o início do ano, a direção da Escola convocou os graduandos que já possuíam envolvimento na área musical para serem escalados, a fim de promoverem momentos de adoração durante as aulas. Segundo André Garret, colaborador do Ministério Verbo da Vida e integrante da coordenação de música da EMR, esse tempo de adoração é uma ferramenta para aumentar a concentração e sensibilidade no Espírito.

“Eles são uma equipe fácil de trabalhar e coordenar, muitos já têm bastante experiência na área e outros estão começando, mas todos se comportam como um time. Isso faz toda diferença. Sempre faço questão de brincar antes das escalas de adoração e oração, falando: ‘toquem fogo!’. Mas sabemos que não é apenas uma brincadeira, é a verdade do que devemos fazer e ser como músicos e adoradores guiados pelo Espírito”, disse André.

Ravi destaca que aprendeu bastante com a disciplina O Ministério de Música na Igreja”, ministrada por Eliezer Rodrigues, mas também ressalta que os períodos de música durante as aulas têm o treinado em vários aspectos.

O cumprimento de horários e escalas, bem como a adaptação com o trabalho em conjunto são um dos principais pontos destacados por ele. Ravi também citou algo que o desafiou: “Na Escola de Ministros, eu precisei ser esticado para cantar sem tocar o violão, que era algo difícil para mim”.

“Eu partilho do mesmo sentimento, só que ao inverso. Ainda que eu goste muito de tocar, meu forte é cantar. Para a minha surpresa eu fui super escalada para tocar violão na Escola (risos). Quase desisti e pedi para não ser, mas o Espírito Santo me disse: ‘Emelly, é um tempo de treinamento, então se submeta até aos treinamentos que não estavam premeditados’. Creio que, no futuro, vou precisar estar sozinha com um violão e o que eu faria se não estivesse preparada? Se não passarmos pelo processo, não vamos estar prontos para outras coisas”, afirmou a cantora.

Tatiane também falou sobre as surpresas que teve quando chegou na EMR: “Quando perguntaram na ficha de inscrição sobre quem canta ou toca, eu achei que era apenas para nos conhecer, mas depois soube dessa novidade, que teria uma escala para fazermos o louvor.

E é muito bom! É uma responsabilidade, pois significa preparar o ambiente da aula, trazendo um refrigério, uma exortação e trabalhar em conjunto com o professor. Então a gente se prepara muito para estar naquele lugar!”.

Na sua igreja local, Tatiane é backing vocal, mas ela testemunha que quando foi escalada na voz principal no período de música da Escola de Ministros, pôde desfrutar de uma ousadia sobrenatural para cantar, orar e entregar uma palavra com unção durante as aulas. 

Emelly garantiu que a EMR tem tudo a ver com alguém que é ministro de música: “Para mim, o que separa um ministro de louvor e um ministro da Palavra é apenas a música, mas o fundamento é o mesmo. Todo ministro de louvor deveria cursar a Escola, para lhe dar base para cantar a própria Palavra sempre. Tem sido 100% proveitoso para mim, pois essa imersão na Palavra tem me ajudado a fluir. É ela que vai sempre sair de mim”, disse ela. 

Para Marcos, que é líder de música, também tem sido indispensável estar inteirado acerca das Escrituras. A firmeza doutrinária é uma das suas prioridades na supervisão dos seus liderados. “Quando temos essa base da Palavra, sabemos explicar porque cantar ou não uma canção, por exemplo.

Compreendendo do assunto, acabamos sendo referência para replicar para outros aquilo que aprendemos. Precisamos capacitar outras pessoas para quando tivermos que passar o bastão elas estejam firmes e preparadas”, ressaltou. 

Ana Paula também era líder da igreja de Porto Alegre, até que deixou a cidade para cursar a EMR. Recentemente, ela ingressou em uma das equipes de música da Igreja Sede de Campina Grande. “Assim que cheguei, em período de adaptação na cidade, eu colocava músicas cantadas por Douglas Ferraz e Maylla Tavares para ouvir em casa e Deus falava muito através deles. Hoje, estou servindo no grupo deles na igreja. Estou me sentindo em casa!”.

A ministra reforçou que já viveu diversas experiências sobrenaturais na Escola de Ministros, as quais ela atribui à unidade e sensibilidade no Espírito que está sempre presente entre os alunos. “No geral, temos uma turma muito conectada e entrosada. Uns podem contar com os outros e estão todos conectados no Espírito”, disse Ana Paula. 

E foi em pura conexão que o grupo de cinco músicos escolheu uma canção para definir o sentimento desta estação que eles têm vivido na EMR. A letra é uma oração de consagração, que exalta a Palavra de Deus e presta culto a Ele.

Ao final da entrevista, gravamos o momento em que estes músicos cantaram Oferta agradável a Ti. Foi emocionante, uma espécie de consagração por tudo que eles têm experimentado! Confira o vídeo, cante com eles e seja inspirado a ofertar os seus dons ao Senhor e se preparar para cumprir o seu chamado. Para isso, as portas da EMR estão abertas!

Os 20 anos de história da Escola marcaram e estão marcando a vida de muitos. Se prepare, pois nas próximas semanas você vai conhecer ainda mais da jornada que fez da Escola de Ministros Rhema o que ela é hoje! Para acessar as matérias anteriores clique abaixo:

ESCOLA PARA SERVIR: Casal fala da honra em cumprir chamado na monitoria

ESCOLA PARA REVIVER: O pastor que descobriu o privilégio de voltar às aulas

 

1 COMENTÁRIO

  1. Que grande honra é fazer parte da família Verbo da Vida e Escola de Ministros! De fato tem sido um tempo poderoso e eu jamais conseguirei ser grata o suficiente por tudo que tenho vivido! É tempo de obter conhecimento, de ser ajustada, instruída e capacitada para o que está por vir!

    Gratidão a toda equipe EMR e MVV por serem tão excelentes em tudo o que fazem, por todo cuidado e inspiração e por se dedicarem incansavelmente em preparar cristãos e ministros para uma vida de amor à Deus e serviço aos filhos Dele!

    Gratidão sempre!

DEIXE UMA RESPOSTA