Uma vida de honra e temor

Postado em
0

por Raphael Frota

Nós somos pregadores da fé, cremos na Palavra e ela faz milagres. Os milagres estão acontecendo por causa da pregação da fé. Se ficarmos calados vamos nos privar dos seus benefícios. 

“Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente” (Hebreus 11.3).

A Palavra de Deus formou o universo. Ela vai formar qualquer coisa sem forma, se é um casamento sem forma, vai fazer milagres, se for um cenário de morte, veremos vida.

Se essas coisas não estão acontecendo, precisamos avaliar a nossa vida. Existe uma glória maior que está pronta para invadir as nossas igrejas, que vai colocar em ordem coisas que precisam entrar em ordem. Existem coisas que são o resultado dessa glória em operação. Remova os impedimentos e deixe a glória se manifestar.

Enquanto orava esses dias vieram duas palavras ao meu coração: honra e temor.

E, partindo dali, chegou à sua pátria, e os seus discípulos o seguiram. E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe foi dada? e como se fazem tais maravilhas por suas mãos? Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele. E Jesus lhes dizia: Não há profeta sem honra senão na sua pátria, entre os seus parentes, e na sua casa” (Marcos 6. 1-4).

Os sinais e resultados seguiam o ministério de Jesus. Alguém durante a ministração de Jesus começa a conversar e isso se torna uma pedra de tropeço na vida do mestre. Isso faz com que as pessoas percam o crédito nas palavras dele. 

Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo” (II Coríntios 5.16).

Temos que reconhecer Jesus e suas palavras pelo Espírito. Como nós temos considerado as pessoas que têm trazido a Palavra para nós? Porque, Jesus, eu sei que nós honramos. 

Precisamos ter um olhar diferenciado para as pessoas que Deus tem enviado para pregar para nós. Não perca os milagres que precisam e devem acontecer. Mas devemos reconhecer os valores uns dos outros, os dons ministeriais e os chamados ministeriais. 

Como tem sido o seu tratamento e reconhecimento para os homens e mulheres de Deus que estão passando em sua vida? A palavra para honra é alguém que tem condições de avaliar o preço das coisas. Saiba reconhecer as pessoas que Deus tem colocado na sua vida. Enxergue nas pessoas os verdadeiros valores que ela possuem. 

Não procure honra para si, mas saiba honrar corretamente. A honra pode ser confundida. O coração da honra é entender o valor daquele que estamos observando, quando valorizamos damos ouvido e uma atenção diferenciada. 

A honra vai se manifestar em primeiro lugar pelos ouvidos que damos a quem honramos. 

“Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras. Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção, Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, Também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor” (Provérbios 1.23-26).

É muito ruim ser ignorado. Tem muito casamento que não funciona por desonra. A honra vai te fazer considerar o outro. A fé não vai funcionar em um ambiente de desonra. O suprimento de Deus se manifesta para aqueles que inclinam o ouvido para praticar. Todos os outros resultados devem seguir a valorização que damos a Deus.

Temor é algo que também quero destacar:

Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo” (Atos 9.31).

Quando andamos em temor, damos espaço para as obras do Espírito Santo, por causa do reconhecimento da sua presença. Temor é ideia primária de medo, de cuidado, de terror, não é mero temor do seu poder, mas um pavor de desagradar a Deus. 

O temor do Senhor não consiste no medo d’Ele. Você tem a eletricidade em casa, mas não brinque de colocar o dedo na tomada. Trate a eletricidade com respeito. A maioria dos acidentes acontecem porque estamos negligenciado a nossa vida.

‘E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo“ (Mateus 10.28).

Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada  pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;” (Hebreus 2.2-3).

Não deixe o pecado entrar na sua vida. A forma de viver longe disso é viver no temor do Senhor. O temor do Senhor lhe mostra o caminho a seguir. O temor do Senhor vai livrá-lo do medo do homem. 

Cuidado com seus pensamentos. Viver no temor do Senhor é viver em santidade. Reconheça a presença de Deus. As melhores escolhas que você faz são pautadas no temor do Senhor. O temor do Senhor vai nos livrar do medo da aceitação dos outros.

Viva a vida simplesmente reconhecendo a presença de Deus. Milagres, curas e suprimentos acontecem por causa da presença. Viva uma vida de temor, porque os que estão debaixo da Sua autoridade viverão assim também. Existe um ensino por ouvir e existe um ensino por se achegar ao Senhor. Que a nossa vida possa inspirar esse temor, porque isso será uma proteção para os que estão debaixo da nossa autoridade. Tenha um senso de temor ao Senhor. Vamos viver um avivamento forte de temor do Senhor!

 

*Trechos da mensagem de 18 de setembro de 2022, na Conferência de Ministros Sudeste

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA