A oração influencia a adoração

Postado em
0

por Manoel Dias

Tivemos tantas instruções da parte de Deus nestes dias. Creio que vamos voltar mais afiados para as nossas igrejas. Creio que Deus fará mais coisas através de nós. Esse é um tempo de alinhamento e calibragem. 

“Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus” (II Coríntios 4.1-5).

Se tinha alguém que estava desfalecendo na alma, estamos diferentes, fomos levantados através da Palavra. Teremos uma fé mais ousada para o ministério, para concordância, declaro ministros e diretorias mais ousados. No texto acima, vemos que o apóstolo Paulo faz uma análise do ministério. 

Quando Bud ministrava havia um ambiente de fé. Ele valorizava o se preparar para a pregação, mas as palavras inspiradas eram vistas na sua mensagem. Esse ambiente de fé não vai mudar. A presença de Deus constante. Temos que estar encharcados do Espírito Santo. Tem gente querendo operar nos dons com a unção de 5 anos atrás. 

Você vai influenciar pessoas, vai libertar pessoas através da Palavra de Deus. Estamos em um ambiente de consagração e inspiração. Quantas caras novas tenho visto e isso é porque estamos nos multiplicando, como time, vamos longe.

Pregue a Palavra de Deus e não suas ideias e opiniões. Não podemos perder o coração para servir. Devemos permanecer na palavra e Paulo estava transmitindo isso para essa igreja. 

Deus não vai abençoar invenções nossas, mas só aquilo que veio d’Ele para nós. Seja obediente a visão celestial. Você sairá daqui sabendo o que é de Deus e o que não é. Você fazendo escolhas e dando prioridade aquilo que Deus lhe falou. 

Existe um zelo em nosso Ministério que havia na vida do ap. Bud e agora existe na vida de Guto. Estamos atentos e discernindo a vontade dele, percebendo as coisas e tendo pessoas ao seu lado para te ajudar nessa execução. Estamos aqui para cuidar das coisas do Senhor, fomos levantados para cuidar de outros, somos instrumentos e canais dentro dos dons que Deus colocou em cada um de nós, sermos bênção para o Corpo de Cristo.

A Bíblia fala sobre vários tipos de igrejas. Somos uma igreja que existe para levar conhecimento para o Brasil. Deus está cobrindo o Brasil com o conhecimento da glória como as águas cobrem o mar. A região norte vai experimentar o que tem acontecido aqui. O norte verá a glória de Deus.

“Por isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão, Sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés em toda a sua casa. Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. Porque toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus” (Hebreus 3.1- 4).

Para falar sobre Deus, tenho que estar em comunhão com Ele. Moisés foi fiel em fazer o Tabernáculo conforme o modelo que ele recebeu. Ele não inventou, nem tentou ajudar Deus, às vezes, queremos ajudar Deus, mas devemos permanecer na visão original. Assim como Moisés foi fiel com essa casa, Jesus foi fiel conosco. Nós somos cooperadores de Deus, fomos levantados para cooperar na edificação de Sua casa.

Deus tem nos sinalizando um modelo de como tocar as vidas de renovar a mente. Declaro que pessoas que não entendiam seu lugar, vão entender. Você vai instruir outros e como uma grande montagem de um quebra cabeça, vai acontecer.

A  Igreja é a casa de Deus e sabemos que não são os prédios, mas os nascidos de novo, eles são a Igreja. Vamos ser como aquele soldado que entende quem o arregimentou, o próprio Deus, considere Ele. 

Só há glória onde já existe sacrifício, onde existe desejo genuíno de enfrentar as coisas com testa de ferro.

No ministério passamos por pressão. Pare de moleza, de dengo, de mi, mi, mi. Eu sei que o ministério proporciona conforto e bênção, mas não estamos nele por causa disso, estamos por convicção e por considerar o capitão maior. 

Que exista em seu coração um desejo de obedecer, onde você se entrega com intensidade. Como você quer que as pessoas da sua igreja orem, se você não ora?

Todo crente deve ter algo para falar para o seu irmão. Os dons servem a Palavra debaixo da unção. Às vezes, servimos o pão sem estar encharcados de unção. 

Uma igreja que só faz evangelismo não cresce,  a igreja que não ora não experimenta as direções e a presença; Uma igreja precisa ter a palavra, mas não pode ficar nas quatro paredes tem que ir para o mundo. A igreja precisa dar às pessoas um alimento sólido da Palavra. 

Precisamos entender a influência da oração e da adoração. 

“Disse mais o SENHOR a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei. E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, A uma terra que mana leite e mel; porque eu não subirei no meio de ti, porquanto és povo de dura cerviz, para que te não consuma eu no caminho. E, ouvindo o povo esta má notícia, pranteou-se e ninguém pôs sobre si os seus atavios. Porquanto o Senhor tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: És povo de dura cerviz; se por um momento subir no meio de ti, te consumirei; porém agora tira os teus atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer. Então os filhos de Israel se despojaram dos seus atavios, ao pé do monte Horebe. E tomou Moisés a tenda, e a estendeu para si fora do arraial, desviada longe do arraial, e chamou-lhe a tenda da congregação. E aconteceu que todo aquele que buscava o Senhor saía à tenda da congregação, que estava fora do arraial. E acontecia que, saindo Moisés à tenda, todo o povo se levantava, e cada um ficava em pé à porta da sua tenda; e olhava para Moisés pelas costas, até ele entrar na tenda(Êxodo 33. 7- 1-8).

O que um ministro faz, arrasta! Se você medita, as pessoas vão meditar, se você ora, as pessoas vão orar, se você evangeliza, as pessoas vão evangelizar. Essa chama precisa estar em você para que as pessoas sejam motivadas .

Estamos mergulhados há 3 dias neste evento e isso vai nos ajudar a dar uma dinâmica nova em nossa vida. A Igreja será afetada, porque você está sendo afetado. A unção é transmitida por associação, ambiente e por transmissão. Tivemos a imposição de mãos com quase 200 pessoas. Algo espiritual foi transmitido.

“E as vestes sagradas, que são de Arão, serão de seus filhos depois dele, para serem ungidos com elas para serem consagrados com elas” (Êxodo 29.29).

Você veio aqui para ser encharcado com a unção que existe no Ministério Verbo da Vida. Você veio se conectar com os outros e ser influenciado. Declaro que vamos sair em um nível de unidade maior do que o que chegamos. Sairemos daqui debaixo de uma consciência de consagração. Existe algo que vem do alto, vem do Senhor e está disponível para nós agora.

Tem coisas que a Palavra de Deus faz, mas tem coisas que só alcançamos na presença de Deus. Consagre a sua vida ao Senhor.

 

*Trechos da mensagem de 19 de setembro de 2022, na Conferência de Ministros Sudeste

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA