“Paz em Meio à Guerra” tem obtido avanço na fronteira com a Ucrânia

Postado em
1

O projeto Paz em Meio à Guerra, segue com a missão de transmitir, através de atos de amor e cuidado, o próprio amor de Deus para aqueles que estão passando por situação de refúgio, gerada pela guerra entre Ucrânia e Polônia. Além disso, o projeto visa também levar, por meio de relacionamento e da Palavra, Cristo para eles. 

Segundo Larisse Farias, uma das voluntárias do projeto, essa nova fase começou após a primeira reunião com os refugiados, na qual toda a equipe apresentou a missão.

“Compartilhamos quem nós somos com aquelas pessoas que vieram de tão longe, do outro lado do oceano, explicando-lhes por que viemos para cá e para quê. Nosso propósito é estabelecer e levar o amor de Deus”, falou a missionária.

Depois da primeira reunião, uma rotina nasceu e se tornou constante: nas terças, quintas e sábados toda a equipe se reúne com aqueles refugiados.

“Sempre é algo convidativo, nunca impositivo! Estamos no albergue, naquele país, não para impor o Evangelho, mas para mostrá-lo através daquilo que temos vivido. As reuniões são um pretexto para levarmos a Palavra. Os convidamos e geramos um ambiente de unidade e relacionamento, compartilhando um pouco de quem nós somos e os ouvindo também”, complementou Larisse. 

Esses encontros acontecem da seguinte forma: o pessoal se junta num círculo e duas pessoas, uma da equipe e uma da casa, falam um pouco sobre quem são, suas histórias, e, logo após, os missionários trazem um pouco da Palavra, seja contando seus testemunhos, falando sobre a Bíblia ou o amor de Deus. 

Através disso, eles criam um ambiente de segurança e confiança, com uma uma ideia viva de atrai-los para que possam ver o que o Senhor está fazendo por eles.

Os laços da equipe com os ucranianos estão ficando cada vez mais firmes.

Larisse comentou conosco: “Temos visto isso crescer. A casa tem uma atmosfera de família, não é apenas um albergue de acolhimento. A missão tem a visão e alvo de acolher e trazer paz, alegria, suprimento”. 

As doações são revestidas exclusivamente para casa, para o mantimento e funcionamento dela.

Parte da rotina da equipe conta com períodos de oração, todos os dias, às oito da manhã. Essa é a primeira atividade de todos. Logo após esse momento, começam os demais compromissos.

O projeto tem se ampliado cada vez mais, trazendo, por exemplo, a inserção deles no contexto social.

Anteriormente, a ideia era fazer uma rotatividade de pessoas, mas uma direção de Deus mudou esse planejamento: “Temos estabelecido relacionamento. Estamos vendo as famílias que estão planejando algo mais, seja sair do país ou permanecer lá na Polônia, e temos visto como é importante esse direcionamento de desenvolver relacionamento com eles, não somente fazer uma assistência social. Decidimos ir além: conhecendo-os e fazendo Jesus ser reconhecido através de nós”, disse a missionária.

Além das reuniões, os missionários viveram vários momentos marcantes: um deles foi a Páscoa onde toda a casa teve um culto para falar sobre a ressurreição de Cristo e, no final da tarde, houve um instante de comunhão com todos sentados à mesa, brasileiros e ucranianos fazendo juntos uma refeição. Duas nações reunidas para celebrar a ressureição de Cristo.

Outra ocasião super especial foi o Dia das Mães, celebrado com a entrega de um presente artesanal: a equipe fez uma sessão de fotos com as mães presentes e seus filhos, e colocou num porta-retrato em formato de coração.

“Fizemos algo que pudesse trazer para elas essa lembrança da maternidade, para honrá-las e homenageá-las”, pontuou. Segundo Larisse, são momentos de comunhão como esse que aproximam as pessoas da equipe, e, consequentemente, do Senhor. 

O projeto continua com o seu funcionamento no albergue, em Lublin, contando com 29 refugiados ucranianos, sendo eles 18 adultos e 11 crianças. Alguns dos voluntários encerraram sua participação na missão e seguiram para outros destinos. A equipe hoje conta com as seguintes pessoas: Danilo Queiroga e Luissa Emery como líderes em campo, André e Gisele Gaspar, casal voluntário da igreja Verbo da Vida de PinheirosGabriel e Ellen Texeira, e Juliana Toledo. Suellen Emery, coordenadora da Agência de Missões Verbo da Vida, segue na supervisão do projeto, a partir do Brasil.

COMO PARTICIPAR

Acompanhe a missão e aproveite para oferecer suporte através de suas orações e doações, para que o projeto continue crescendo e alcançando mais pessoas para o Reino de Deus! 

  • Faça a sua doação em dinheiro através dos seguinte dados bancários:

Pix: agenciademissoes@verbodavida.com

Banco Santander
Agência: 3082

Conta Corrente: 13003413 – 2
CNPJ: 02.527728/0001-00

1 COMENTÁRIO

  1. Esse projeto desperta em nós sentimento de confiança em um Ministério que tem a cara de Jesus, transmite um certo orgulho em sabermos a importância do amor ao próximo, Parabéns! Oro sim por cada um de vocês envolvidos, entendo que servem ao Senhor por amor, mas o galardão será grande. Invoco todos os irmãos do Verbo da Vida para que sejam mantededores desse chamado divino Se você abrir mão de um lanchinho ou um cineminha, com certeza terão como contribuir para essas pessoas que estão em meio a tragédia. Creio num despertar para aqueles que aida não compreenderam que servir a Deus, significa amar o próximo…

DEIXE UMA RESPOSTA