Seja exemplo!

Postado em
5

por Zuleica Messias

Queridos, Graça e paz! 

A partir de hoje, estaremos juntos por aqui e compartilharei mensagens e inspirações dadas por Deus visando abençoar o Corpo de Cristo.

Hoje, vamos falar um pouco sobre ser exemplo!

“Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza” (I Timóteo 4.12).

Seja exemplo! Ser exemplo é ser referencial no qual as pessoas possam se espelhar.  

Acredito que uma pessoa precisa saber bem como anda para poder dizer: “Olhe para mim e me imitem”

Existem pessoas que são maus exemplos, mas nós devemos atentar para as pessoas que nos dão bons exemplos. 

“Portanto, apelo para os presbíteros que há entre vocês e o faço na qualidade de presbítero como eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo como alguém que participará da glória a ser revelada: pastoreiem o rebanho de Deus que está aos seus cuidados. Olhem por ele, não por obrigação, mas de livre vontade, como Deus quer. Não façam isso por ganância, mas com o desejo de servir. Não ajam como dominadores dos que foram confiados a vocês, mas como exemplos para o rebanho” (I Pedro 5.1-3).

Se olharmos para o mundo veremos que ele está de “cabeça para baixo”. Existem muitas famílias disfuncionais. É importante lembrar que pessoas estão vindo para a igreja, nascendo de novo e muitas delas estão sem referenciais.

Alguns jovens, olham para o exemplo dos seus pais e não tem neles um bom exemplo. Esses jovens não sabem o que é ter um casamento saudável, mas na igreja eles serão lavados pela palavra. Ainda assim, eles buscarão exemplos de como viver corretamente. Muitos estão carentes de referência paterna e materna. Isso acaba se estendendo para a liderança, eles buscam nos seus líderes um bom exemplo a seguir.

Sim! Eles aprenderão o que está na Bíblia, mas observarão os exemplos dos que os lideram perto. 

Se você tem chamado ministerial, se tem certeza dele, te digo: “Bem vindo a vitrine!” Você não pode mais se esconder. Se você é um ministro querendo ou não as pessoas vão passar a lhe observar e, com isso, ou elas vão te admirar muito ou se decepcionar muito.

Inspire as pessoas! Pregamos para as pessoas falando e vivendo. 

Se você é casado e é chamado para o ministério, toda a sua família estará na vitrine. Todos serão observados.

Uma revelação: estão de olho em você!

“Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma. Vivam entre os pagãos de maneira exemplar para que, mesmo que eles os acusem de praticar o mal, observem as boas obras que vocês praticam e glorifiquem a Deus no dia da intervenção dele” (II Pedro 2.11-12).

Nós podemos viver de tal forma que a nossa vida redunde em glória para Deus. Todo cristão deve dar bom testemunho e um ministro ainda mais. O líder é exemplo. 

“Esta afirmação é digna de confiança: Se alguém deseja ser bispo, deseja uma nobre função. É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, moderado, sensato, respeitável, hospitaleiro e apto para ensinar; não deve ser apegado ao vinho nem violento, mas sim amável, pacífico e não apegado ao dinheiro. Ele deve governar bem sua própria família, tendo os filhos sujeitos a ele, com toda a dignidade. Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus? Não pode ser recém-convertido, para que não se ensoberbeça e caia na mesma condenação em que caiu o Diabo. Também deve ter boa reputação perante os de fora, para que não caia em descrédito nem na cilada do Diabo. Os diáconos igualmente devem ser dignos, homens de palavra, não amigos de muito vinho nem de lucros desonestos. Devem apegar-se ao mistério da fé com a consciência limpa. Devem ser primeiramente experimentados; depois, se não houver nada contra eles, que atuem como diáconos” (I Timóteo 3.1-10).

Essas não são qualificações de uma denominação, mas de todo cristão que almeja o ministério. 

Tem pessoas que pregam bem, são labaredas de fogo no púlpito, mas é importante observarmos que o texto acima mostra a listinha de Deus com os critérios de um bom ministro e ela destaca o caráter. É o dia a dia, o estar na igreja e em casa com a mesma conduta.

Quem é você como cristão, cidadão, consumidor, esposo, pai, líder? Você é bom pagador? Se não somos bons exemplos, trazemos desonra para o Evangelho.  Não adianta você ser uma bênção no púlpito e ter uma vida desassociada do evangelho de Cristo fora dos holofotes. Deus não aceita estilo de vida torto, uma vida de pecado. Sim, Deus ainda tem misericórdia, mas devemos julgar a nós mesmos. Se um ministro cai em pecado, o estrago no  corpo de Cristo é grande. Os imaturos costumam colocar todos em um “único saco” e isso deve trazer temor a todos nós. 

Quando Deus nos coloca em posição de liderança, nos tornamos referencial para as pessoas.

Não existe ministério de sucesso desassociado de uma família de sucesso. Casamento de aparência diante das pessoas, demonstrando muito amor em redes sociais que de fato, não é a verdade no casamento, não vai se sustentar por muito tempo. Um dia a casa cai!

Não é difícil viver na vitrine, basta  a gente viver o que a gente prega. Quer ser apto a cuidar da casa de Deus? Primeiro, cuide bem da sua casa!

Seja exemplo!

 

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA