A forma bíblica de liderar

Postado em
2

por Manassés Guerra

Quando se fala sobre liderança, não se trata de posição, mas de uma mentalidade. Nem todos foram chamados para uma posição de governo, mas todos, de alguma forma, foram chamados para liderar. Quando Deus criou o homem, Ele o fez para governar, restaurar e inspirar o próximo. O foco da adoração sempre foi Deus, pois enquanto se adora, há governo sobre as coisas, boa administração dos recursos. Por meio da adoração, a pessoa é inspirada para a liderança, a servir às pessoas.

Você serve às pessoas enquanto governa os recursos.

Uma mentalidade de liderança faz com que cada um entenda seu papel no processo do Reino. Mentalidade de liderança faz com que cada um tenha uma postura diferente, independente da área em que está, seja como diácono, pastor, mestre, no ensino com as crianças, na música ou outras áreas.

Há 5 pontos importantes na liderança: Delegar, treinar, supervisionar,  treinar, dar suporte, e dar resultados.

Treinar é mais transpiração do que respiração, pode dar trabalho, mas traz resultados. Muitos desejam apenas os resultados e não o processo de treinar. Não se trata apenas de encontrar alguém com talento, mas até descobrir e despertar dons escondidos nas pessoas. Na supervisão será revisado a visão que foi passada. A visão, se trata tanto do aspecto doutrinário quanto do modo de ser. 

É preciso prestar atenção se aquilo que está sendo repassado tem Cristo como centro. Em nenhum momento, Cristo deixou de ver os discípulos como líderes, mas procurou ativar o propósito de cada um. Estar nas regiões celestiais é agir e se ver como um ser recriado e cumprindo com a vocação para o qual foi chamado. Cada ministro precisa se ver como líder e resolver situações, cada um na área em que Deus o chamou.

Quando Jesus e os discípulos estavam na tempestade, Cristo esperava uma ação dos discípulos. Todo líder precisa se tornar desnecessário ao ponto que, quando sair do local, tudo continua funcionando como se estivesse lá. O líder existe para desenvolver o potencial de cada um. Existe um jeito de ser que é inegociável, a visão, a Palavra de Deus. Aspectos podem ser diferentes, mas jamais negociar a visão, o centro que é Cristo.

Existem maneiras de apresentar os caminhos, pois o treinamento e a supervisão nunca param. O treinamento desenvolve primeiro o ser e depois o fazer. O caráter é inegociável, mas não é o único ponto para uma posição. No treinamento é preciso encontrar as competências adequadas para cada área para que as pessoas sejam colocadas  no lugar certo. Encontrar as competências que cada área exige. Não se trata de perfeição, mas de crescimento e desenvolvimento da equipe. Aqueles que muitas vezes podem estar em uma caverna, podem se tornar os valentes de Davi.

Ministério é um lugar onde a gente cresce enquanto serve, e serve enquanto cresce.

No treinamento existem três fases: eu faço e você vê, depois você faz para eu ver e, então, fará para outros verem. Jesus fez isso com seus discípulos e nesse processo todos vão pegando a visão, mas é importante estar preparado porque as pessoas farão de formas diferentes e isso deve ser visto como algo bom, contanto que não percam a visão. Quando colocar o outro para fazer, esteja lá para ver também o que está sendo feito e celebrar com aqueles que estão sendo treinados para que o senso de celebração seja construído na equipe.

Aprender a celebrar o sucesso dos outros mostra o quanto o coração está conectado com o propósito do Reino, pois o talento não é para a própria pessoa e sim para os outros, por isso a importância do acompanhamento contínuo. 

Você está pronto para ver outros fazendo obras maiores?

Cristo afirmou isso aos seus discípulos e todos estão incluídos nisso e por isso, a mentalidade de liderança em cada um deve ser contínua.

*Trechos da mensagem na Conferência de Ministros no Sul em setembro de 2021.

2 COMENTÁRIOS

  1. […] Leia mais da mensagem no Pr Manassés em seu blog.Olhando para a vida prática, um construtor bem alimentado, usando as ferramentas certas e capaz de treinar sua equipe tem mais condições de construir algo mais fundamentado e de valor. Portanto, pelo nível em que foram preparados hoje, certamente ficaram ainda mais nutridos da Palavras e das ferramentas celestiais para desempenharem toda boa obra. […]

  2. […] Leia mais da mensagem no Pr Manassés em seu blog.Olhando para a vida prática, um construtor bem alimentado, usando as ferramentas certas e capaz de treinar sua equipe tem mais condições de construir algo mais fundamentado e de valor. Portanto, pelo nível em que foram preparados hoje, certamente ficaram ainda mais nutridos da Palavras e das ferramentas celestiais para desempenharem toda boa obra. […]

DEIXE UMA RESPOSTA