Verbo FM

Três aspectos da tristeza

geneceuda
Geneceuda Monteiro
Graduada na Escola de Ministros Rhema

A tristeza é uma parte inevitável da vida e, para lidarmos melhor com ela, precisamos considerar três pontos fundamentais:

  1. O que ela é e que pode surgir a qualquer momento
  2. Que ela é temporária
  3. Como combatê-la

O que é a tristeza

A tristeza é uma resposta emocional a eventos ou situações que nos impactam negativamente. É um sentimento que pode surgir de forma inesperada, afetando qualquer um de nós. Sendo assim, reconhecê-la quando ela se manifesta é crucial para a nossa saúde emocional. Além disso, entender que ela pode bater à nossa porta a qualquer momento nos prepara para lidar melhor com ela. Como diz o Salmo 34:18: “Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito”.

A tristeza é temporária

A Bíblia nos ensina no Salmo 30.5 que a tristeza é passageira: “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”. Ou seja, apesar de enfrentarmos momentos difíceis, eles não durarão para sempre. Essa perspectiva nos ajuda a manter a esperança e a força durante os períodos de tristeza.

Paulo nos lembra em II Coríntios 4.17: “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente”.

Maneiras eficazes de combatê-la

Entender que a tristeza é um estado temporário é o primeiro passo para enfrentá-la. Não somos pessoas tristes; estamos tristes em determinados momentos. Identificar e reconhecer isso é essencial. O Salmo 42.11 aborda essa questão: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu”. Perceba que o salmista ao sentir-se triste tem a atitude de identificar qual a razão.

Após saber da causa da tristeza, podemos recorrer à Palavra de Deus, onde encontramos consolo e paz para combatê-la. Nessas ocasiões é vital não permitir que ela domine nosso coração. Buscar a presença do Senhor e permitir que Ele transforme nossa tristeza em alegria é fundamental. Como diz em Neemias 8.10: “A alegria do Senhor é a nossa força”. Se apegue a isso e faça d’Ele e de Sua Palavra o seu refúgio em todos os momentos.

Em Filipenses 4.6-7, Paulo nos aconselha: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes, em tudo, sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.”

2 Comentários

  • Paz!

    Excelente texto!

    Lembrei-me de Paulo, que triste com as perseguições que enfrentava (imagino eu), pede ao Senhor que remova “o espínho na carne” (perseguições), e Deus o responde que a Sua graça bastava, para que ele pudesse se alegrar, (colnciência da presença divina), 2 Coríntios 12:8-9. O que me leva a pensar em outro texto, de C. S. Lewis, falando sobre a Questão do Sofrimento: “A menor expressão do amor de Deus supera tudo”.

    Abraço!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!