Nós não somos super heróis

Postado em
2
487

por Hugo Henrique
(Graduado do Centro de Treinamento Bíblico Rhema no Rio de Janeiro-RJ)

Sim, você acabou de ler essa verdade mesmo, e talvez ela te incomode um pouco, e é assim mesmo que deve ser. Vivemos sob uma pressão para sermos constantemente perfeitos e não sermos frágeis, e isso muitas vezes nos dá uma falsa sensação de sermos super heróis.

Quanto antes encararmos que nós somos vulneráveis, mais daremos espaço para Deus nos sustentar e nos aperfeiçoar, em 2 Coríntios 12.9-10, o apóstolo Paulo fala exatamente sobre reconhecermos nossas fraquezas (fragilidades), pois são nelas que o poder de Deus age para nos tornar mais fortes, é onde achamos que não dá mais pé que descobrimos a leveza que a graça nos proporciona e nos faz conseguir continuar a caminhar.

Tem uma música da banda Central 3 chamada “Tudo a ver com Ele” que me trouxe algumas convicções inabaláveis, eu aconselho que você ouça para entender o que eu estou falando, em determinada parte da musica há uma frase que me sustentou em tempos de crise, que diz “e mesmo se eu me abalar, o TEU AMOR vai SUSTENTAR TUDO o que há em mim”. Podemos até ficar abatidos quando algo ocorrer, e está tudo bem não estar bem durante um processo difícil da sua vida, mas nunca seremos destruídos (2 Coríntios 4.8-9).

O próprio Jesus disse que aqueles que estão cansados ou sobrecarregados devem ir até Ele (Mateus 11.28-30), e às vezes isso é tudo o que precisamos, reconhecer que a nossa força não está no nosso braço e que precisamos de cuidados do nosso Pai.

Vulnerabilidade não é fraqueza, ser vulnerável é ser humano e isso não nos faz menos filhos de Deus

Pelo contrário isso demonstra que dependemos única e exclusivamente Dele para vivermos os planos que Ele mesmo sonhou para cada um de nós!

Quando mostramos que somos vulneráveis abrimos espaço para que outras pessoas se abram conosco e isso pode salvar tantas vidas quanto uma boa retórica ou grande conhecimento sobre algo. Há pouco tempo eu decidi expor uma situação de vulnerabilidade em determinada rede social e você não tem noção do tanto de gente que veio conversar comigo sobre o assunto! Quando me mostrei vulnerável fiz com que pessoas fossem cuidadas, o que acabou ajudando algumas delas a saírem das situações delicadas em que estavam. E se o meu medo de “não ser um super herói” me impedisse de fazer tal relato? Como essas pessoas estariam? Como eu estaria?

Somos corpo de Cristo e o corpo se ajuda!

Naturalmente falando, quando alguma parte do nosso corpo sofre uma lesão há toda uma mobilização para que essa parte seja curada. A parte lesionada emite um sinal para o cérebro informando a sua lesão e aí todo o corpo trabalha. Você já parou para imaginar se cada parte tivesse que se curar sozinha? Será que nela teria o necessário para que o processo de cura fosse efetivo? Em Colossenses 3.12-14, Paulo nos diz para nos revestirmos de profunda compaixão (sentir a dor do outro como se fosse a nossa) e também para nos revestirmos de amor que é o elo perfeito. Precisamos uns dos outros!

Um dos pilares do Invictus (jovens e adolescentes do Verbo de Pedra de Guaratiba – RJ) é “Ninguém faz nada sozinho”, e como esse pilar nos ajuda em momentos bons e se solidifica nos momentos difíceis. Como corpo temos que entender que não caminhamos sozinhos por muito tempo, não somos cuidados e curados sozinhos da mesma forma do que tendo alguém na nossa caminhada para nos ajudar. Não somos super heróis para seguramos o peso do mundo nas costas, nem os super heróis da ficção fazem isso sozinhos.

Quando sofremos abalos percebemos que eles servem pra tornar nossa fé inabalável, saímos mais resistentes deles e isso é fundamental para reconhecermos nossa humanidade. Faz pouco tempo que eu ouvi uma ministração que o jovem (João Paulo, líder do Movimento Céu na Terra) disse que ele tomava ansiolíticos e que Deus o mandou expor sua vulnerabilidade ao fim de uma ministração, pasme você ou não depois desse ato além de curar outras pessoas ele foi liberto dos remédios que tomava, a vulnerabilidade dele fez com que pessoas fossem curadas além dele mesmo.

Aos ministros que leem esse texto, vocês não precisam ser super heróis o tempo todo, obrigado por tudo o que vocês fazem pelo corpo de Cristo! A vulnerabilidade de muitos de vocês já me salvou incontáveis vezes.

Aos que assim como eu estão caminhando em direção ao que Deus chamou vocês para fazer, não tente ser um super herói da fé o tempo todo, estamos em constante construção, você não precisa viver atrás de uma imagem de perfeito.

Aos que estão pensando em desistir por não aguentar mais a pressão, vocês não são o que as circunstâncias estão apontando que vocês são, a pressão serve para te fazer crescer, assim como um carvão que quando é submetido a níveis altíssimos de pressão se torna um diamante, você saberá que a sua resistência e o seu valor aumentarão e muito depois dessa tempestade.

Que a gente não tenha medo de ser vulnerável, afinal até o nosso maior super herói foi vulnerável e não agiu como um super herói quando era necessário que ele fosse humano. Que a expressão “Jesus era cem por cento humano e era cem por cento Deus” não seja só para olharmos para a divindade de Cristo, mas que a gente olhe para as vulnerabilidades Dele para aprendermos a lidar com as nossas.

2 COMENTÁRIOS

    • Muitas vezes nos fazemos “fortes” para não mostrar que somos vulneráveis ou que estamos passando por um momento de vulnerabilidade, em momentos assim só demonstramos que sozinhos nunca vamos conseguir. Passei por momentos assim praticamente minha vida toda, me mostrando forte quando estava frágil, sempre achava que conseguiria sair sozinho daquela situação, sempre enganando a mim mesmo e sem me permitir viver o que Deus havia preparado para mim. Sem ver as promessas Dele se cumprir na minha vida, foi quando em um momento que não havia saída e me vi sendo destruído por aquela situação, resolvi pedir socorro.
      Foi quando meus pastores da Igreja Verbo da Vida Sarzedo-MG vieram me socorrer. (Geilson e Sílvia, como sou grato a Deus pela vida de vocês). Me amaram independente de qualquer coisa me fizeram ver que realmente sozinho eu não conseguiria, com palavras de amor me conduziram e me despertaram para a VIDA. Juntamente com minha esposa que me amou de um uma forma que me fez buscar forças para recomeçar.
      Hoje sei que sozinho é mais difícil, mas quando nos abrimos nos tornamos dependente de Deus e o Corpo se junta para ajudar as coisas se tornam mais fáceis e leve. Hoje estou vivendo uma fase onde o peso não existe mais, onde sou eu mesmo sabendo onde Cristo me colocou, e aonde ele quer que eu chegue!
      Deus é Bom!

DEIXE UMA RESPOSTA