Verbo FM

Nós não queremos só o Pão e o Vinho

Hugo Henrique
Graduado do Centro de Treinamento Bíblico Rhema no Rio de Janeiro-RJ

A nossa geração tem ansiado por um evangelho genuíno, temos escutado muitas profecias uma geração pura e santa que está preparando o caminho para a volta de Jesus e nós tomamos posse dessas profecias e levamos a mensagem da cruz para o mundo de uma forma viva! Nossa geração tem envolvido a vida em prol do Reino e isso me remete a características comum em tempos de avivamentos. Para entender melhor vamos explorar nesse texto alguns avivamentos que aconteceram ao longo da História da Igreja.

Considero que o primeiro grande avivamento da Igreja começa ainda nos tempos do Apóstolos, o avivamento registrado em Atos 2, o cumprimento da promessa feita pelo próprio Jesus, a descida do Espirito Santo, onde Ele deixou de estar sobre homens específicos como na Antiga Aliança (sacerdotes, reis e profetas) e passou a habitar dentro do homem. E é a partir desse grande acontecimento que nós vemos a igreja primitiva andando na totalidade dos dons, mas com o tempo vemos que a Igreja parou de viver tais milagres antes vividos.

Uma possível explicação sobre o porquê desse “esfriamento” da Igreja é a absorção de práticas pagãs na liturgia cristã, quando o Cristianismo se torna a religião oficial do Império Romano (381 d.C). Onde a Igreja deixa o posto de perseguida para se tornar perseguidora. Para fugir da perseguição cristã e para não abandonar o uso de imagens, muitos costumes pagãos se tornaram parte da doutrina da Igreja Imperial. Mesmo que alguns homens de Deus lutassem contra a influência pagã dentro da Igreja, ela entrava então num período conhecido como a “Idade das Trevas” (Idade Média).

[Para mais detalhes sobre esses períodos resumidos no texto estude no Rhema, no curso tem uma matéria voltada somente para a História da Igreja].

AVIVAMENTO “DO PÃO”: A PALAVRA VOLTA A SER O FOCO

Antes de entrarmos propriamente na Reforma Protestante é importante notarmos que uma característica comum a todos os reformadores além de se livrar do domínio católico era um anseio pela Palavra (pão) e pela divulgação/popularização da mesma. Podemos dizer que este é considerado o avivamento da Palavra, o pão tinha voltado a ser o centro do evangelho e não puramente os dogmas religiosos impostos! O conhecimento da Palavra volta a ser o foco dos cristãos, assim como foi na igreja primitiva até a idade média.

No século XIV, John  Wycliff, um professor e pregador, começa a pregar o Evangelho de forma simples e em linguagem popular, o avivamento da Palavra tem suas sementes lançadas!

Wycliff e os outros reformadores que o sucederam começaram a perceber que a salvação não vinha por meio das indulgências (artigos “sacros” vendidos para que os fiéis fossem salvos por meio deles) e nem por merecimento, a luz da Palavra eles começaram a entender a salvação pela fé e a justificação através do sacrifício de Cristo. Graças a esses grandes desbravadores que nós temos bases para revelações que temos hoje! Muitos deles pagaram com a própria vida para que o Pão chegasse até nós sem intervenção, para que o avivamento da Palavra fosse possível.

Lançadas as bases do avivamento da Palavra, pregadores ao redor do mundo começaram a não se contentar a restringir as revelações que recebiam de Deus aos seus países de origem, dando origem as missões modernas e a uma onda de missionários se espalhando pelo mundo.

O “CÁLICE LIMPO”: A BUSCA PELA SANTIFICAÇÃO E POR UM CARÁTER IRREPREENSÍVEL

Podemos dizer que antes que toda terra fosse afetada novamente com a plenitude do Espírito Santo, houve um movimento para que o cálice (o homem) estivesse limpo, para que o vinho (o Espírito Santo) que estava prestes a ser derramado não fosse contaminado com a impureza do cálice.

Surge então o Movimento Holiness, que incentiva a busca por santidade para que então pudessem servir a Deus de forma mais efetiva. As bases do Movimento Holiness são a regeneração da santidade do homem pela graça mediante a fé, salvação através do testemunho do Espírito Santo e o batismo de poder com o Espírito Santo como selo da salvação, com esses pilares o homem estaria habilitado a viver uma vida santa.

Através dessa busca incansável por santidade e por um caráter irrepreensível, homens de toda parte do mundo começam a experimentar do poder do Espirito Santo, e vemos mudanças de caráter e sociais importantes acontecendo ao redor do mundo, sendo o “Avivamento do País de Gales” uma das heranças mais conhecidas desse movimento.        

(RE)AVIVAMENTO DO VINHO: O ESPÍRITO SANTO VOLTA A QUEIMAR ENTRE OS CRISTÃOS

Marcado por um fogo do Espírito, esse avivamento começa a queimar pelo mundo com seu foco mais importante na Rua Azusa em Los Angeles na Califórnia, esse avivamento durou cerca de nove anos (1906-1915) e além de ser marcado pelo falar em línguas, ele também foi marcado por uma mistura inter-racial num período onde a sociedade norte americana era segregacionista. Podemos dizer que as bases do pentecostalismo do século XX foram formadas em Azusa.

Pessoas do mundo todo foram atingidas pelos acontecimentos da Rua Azusa, milhares de missionários foram para o mundo inflamados pelo fogo que haviam “recebido” nas reuniões de Azusa. Várias igrejas são fundadas com princípios do pentecostalismo (referência direta aos acontecimentos de Atos 2 no dia de pentecostes) que renasceu numa igreja que era dirigida pelo pastor Willian Seymour.

MOVIMENTOS DE FÉ: A FÉ DEIXA DE SER APENAS UMA PALAVRA

 Incendiados pelo fogo do Espírito Santo grandes homens e mulheres de Deus começam a achar na Bíblia uma grande revelação sobre a fé, sobre o poder que a fé tem e começam a andar sobre essa revelação, muitos ficaram mundialmente conhecidos por se moverem em cura divina e por deixarem um rastro de sinais, prodígios e maravilhas.

Um dos ministros que mais tem revelações sobre a fé foi o irmão Kenneth Hagin, e é a partir das revelações pessoais que ele recebe de Deus que surge nos EUA o Rhema. Já o nosso país é influenciado pela revelação da Palavra da Fé, através de um casal, pastor Bud e mama Jan, é graças a obediência desse casal que a revelação da Palavra da Fé chega em terras brasileiras e passando a influenciar milhares de vidas pelo Brasil e pelo mundo!

A IGREJA VAI PARA AS RUAS: FOCOS DE AVIVAMENTO NAS MÃOS DOS JOVENS SE EXPALHAM PELO BRASIL

Nos últimos anos temos vivido uma fase bem específica do avivamento, principalmente entre os jovens, temos visto surgir movimentos de ruas que nascem a partir de jovens inconformados com o que têm vivido, estamos cansados de guardar a Palavra que muda a nossa vida somente para o “clubinho” no qual estamos inseridos, há uma grande importância em congregar, NUNCA DUVIDE DISSO, mas muitas vezes as pessoas não vão até uma igreja se a igreja não for até elas antes! Mas a igreja nos moldes de Cristo, uma igreja que respire amor! Que leve vida! Que seja viva! Uma igreja que é uma noiva irrepreensível e não uma noiva egocêntrica que não estende as mãos para salvar aqueles que estão gritando por socorro!

Nossa geração não se conforma em apenas ser amada, ela quer levar o amor de Deus para o mundo, e isso tem nos feito com que eclodam vários movimentos em praças, esquinas e cidades, alguns têm alcançado escalas nacionais, outros estão em fase embrionária, mas o diferencial é que nossa geração tem queimado tanto por tudo que já recebeu das gerações anteriores que a cada pessoa que tem sua vida impactada pela Palavra e pelos sinais que a acompanham a chama do avivamento queima ainda mais!

Nós não queremos só o Pão e o Vinho, nós queremos que vidas sejam impactadas por eles! Temos visto uma pequena nuvem no céu e estamos preparando os campos para a grande colheita que virá com a última grande chuva!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!