Verbo FM

Você não precisa ser o melhor

yago-2
Yago Calado
Graduado da Escola de Ministros Rhema

Tenho observado como o sistema mundano é rígido e exigente. Não é suficiente ser bom no que você faz, você precisa ser o melhor. O segundo lugar não satisfaz ninguém, e ter pessoas fazendo melhor significa que você ainda não está produzindo o suficiente. Ninguém está contente com os resultados que já obteve, com os frutos que se está produzindo, almeja-se sempre mais. E nessa busca pelo “sucesso” vale tudo, sem regras, desde que se chegue ao primeiro lugar do pódio.

Contudo, essa constatação se aplicaria apenas à mentalidade mundana de crescimento, ou seria observável também em cristãos e suas mentes ainda não renovadas?

Entenda, satisfação e contentamento possuem conceitos distintos de conformismo e comodismo, e no presente texto não há qualquer incentivo a uma vida pautada nestes últimos. É plenamente lícita a busca pelo aperfeiçoamento e superação pessoal.

Tomadas as devidas precauções, vejamos a passagem a seguir:

Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal. E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo. (Mateus 20: 26-27).

Sabe qual o problema do primeiro lugar no sistema do mundo? Só existe vaga para um, e chegar nessa posição significa que alguém terá de sair. É fantástica a forma como Jesus tornou o primeiro lugar uma posição acessível a todos, ele deu a fórmula e ainda chamou de grandeza. De forma que, no reino de Deus todos podem ser grandes sem precisar derrubar ninguém, na verdade só se alcança essa posição quando se é aquele que serve.

“Não é suficiente ser um bom pregador, é preciso ser o melhor conferencista. Não é suficiente ser um bom pastor, é preciso ter a maior igreja. Não é suficiente ser um bom músico, é preciso ter a melhor banda. Não é suficiente ser um bom mestre da Palavra, é preciso ser aquele que ensina mais e que tem mais conhecimento”.

São pensamentos como estes que fazem com que as pessoas vivam vidas sem contentamento, em constante competição, buscando não o melhor que elas podem dar, mas o ser melhor que outras pessoas; buscando não a superação pessoal, mas superar a outros.

Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. (Romanos 12:3).

Sabe, de fato alguns terão as maiores igrejas, alguns serão os evangelistas das multidões, mas porque eles foram chamados, e isso não fará deles melhores ou inferiores a nenhum outro. Alguém estar cumprindo seu chamado não deveria ser ameaça para ninguém. A cada dia mais e mais homens e mulheres têm sido levantados pelo Senhor para correrem suas carreiras, mas isso não é ameaça para quem já tem corrido há mais tempo.

Calma! Tem espaço para todo mundo. Uma nova luz que se acende não é sinal de que as outras serão apagadas, é sinal de que haverá mais luz ainda.

No mundo em um dia se está em primeiro, amanhã já não mais. No reino de Deus ser grande não é ser melhor que os outros. Não viva em competição, não se cobre ser melhor que ninguém. Você não precisa ser o melhor de todos, você só precisa ser o melhor que Deus te chamou para ser, nada mais, nada menos.

Nada façais por rivalidade nem por vaidade; pelo contrário, cada um considere, com toda a humildade, as demais pessoas superiores a si mesmo. Cada um zele, não apenas por seus próprios interesses, mas igualmente pelos interesses dos outros. (Filipenses 2: 3-4).

Não adianta querer fazer aquilo que outro faz só porque está dando certo, o sucesso e a prosperidade não estão nos métodos, mas sim no propósito. No final de tudo o que vai contar é se vivemos uma vida no centro da vontade do Senhor, e se demos conta daquilo que Ele nos confiou.

Ao longo do texto usei exemplos ministeriais, mas esse pensamento também se aplica à carreira profissional e outras áreas da vida. Antes de ser um advogado, médico, arquiteto, etc., você é cristão, portanto não siga o padrão do mundo.

Por fim, deixo aqui a minha reflexão: qual tem sido o combustível da sua vida? Por que você quer o que quer? É porque de fato Deus te chamou para isso, ou é só por competição e vaidade?

4 Comentários

  • Graça e paz, otima reflexão, o nosso padrão tem que sempre ser o do reino, basta de tanta competividade nos ministerios, continue assim buscando e abençoando vidas!

    Resposta
  • Parabéns, Yago Calado.De calado você não tem nada.Sabe escrever um texto que nos a a leva a refletir criticamente sobre o posicionamento que devemos ter em nossas vidas como cristãos.

    Resposta
  • Meu irmão graça e paz em Cristo vos sejam multiplicadas. Maravilhosa essa reflexão. Verdadeiramente serve para todos nós. Continue com essa inspiração dobrada em sua vida.

    Resposta
    • Graça e paz, irmão Carlos! Agradeço as palavras e fico feliz que tenha lhe edificado. Paz!

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!